PUBLICIDADE
Topo

Gérson Canhota pede xará do Flamengo na seleção e critica Arthur e Coutinho

Do UOL, em São Paulo

08/07/2020 12h00

Campeão com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, Gerson reconhece a importância do técnico Tite para o Brasil ter ido à Copa do Mundo de 2018 na Rússia, mas vê novo risco nas próximas eliminatórias e aponta mudanças que considera necessárias, como a entrada do meia Gerson do Flamengo, seu xará, enquanto é crítico a Arthur, recém-negociado pelo Barcelona com a Juventus e Philippe Coutinho, ainda sem destino definido após amargar a reserva no Bayern de Munique, por estarem na seleção enquanto não estão bem em seus clubes.

Em entrevista ao programa Os Canalhas, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, Gérson afirma que Tite precisa seguir a renovação da seleção brasileira visando a próxima Copa do Mundo, cobra um reserva imediato para Neymar e reclama do fato de jogadores que não são titulares em seus clubes no futebol europeu terem vaga na seleção enquanto outros que se destacam no Brasil não são chamados.

"Essa nossa seleção, de um tempo para cá, com esses três jogadores de meio do campo, Casemiro, Arthur e o Philippe Coutinho. Dois desses três não estão jogando nada, então não podem jogar, tem que criar outra coisa ali, pega o Gerson, o Gerson está bem no campeonato, bota lá. Não rendeu, tira, bota outro. Você tem para botar, aí você volta todo para a Europa. A nossa seleção é europeia, ela não é brasileira. É todo mundo jogando lá fora, quem está na reserva, tem vindo para jogar brigando pelo lugar na seleção, onde já se viu isso? Um reserva da Europa, então está tudo errado, tem que trocar", afirma o Canhotinha de Ouro.

"Aquela velharia que estava lá, que ele tirou um pedaço, ainda tem um outro pedaço lá. Procure os novos, bota lá. 'Ah mas tem muito garoto', dane-se, o Pelé não foi com 17 anos? 'Ah mas era o Pelé', está bem, o Edu, Paulo Cézar, Clodoaldo, Marco Antônio, tudo isso com 17, 18 anos, e bota lá, sabe jogar, bota. É o que eu acho que o Tite vai fazer, ele vai começar a modificar essa seleção, porque a gente corre risco nas eliminatórias", completa o ex-jogador.

"Neymar não está querendo mais nada com nada"

Assim como antes da chegada de Tite, quando o Brasil fazia uma campanha ruim sob o comando de Dunga nas eliminatórias da Copa do Mundo, Gérson vê a seleção brasileira arriscada de não se classificar para o Mundial de 2022, no Qatar, e diz que não se pode esperar que Neymar sozinho garanta a classificação, fazendo também uma crítica ao jogador.

"Nós corremos risco nas eliminatórias e não pense que Neymar vai salvar, não, porque cá para nós, o Neymar também não está querendo mais nada com nada. Nós estamos vendo lá que o cara [Nasser Al-Khelaifi, dono do Paris Saint-Germain] deve ter chamado ele, 'está pensando que aqui é o quê? Isso aqui é meu, eu comprei isso aqui e paguei, e pago a você, não vai sair e se não quiser jogar, vai ficar aí'. E quanto tempo que ele ficou lá fora? E o cara nem aí para ele e ele foi descendo, tecnicamente não, foi descendo na galera, não votavam mais nele", diz Gérson.

O ex-jogador também criticou o fato de Tite ter dado a tarja de capitão para Neymar depois de problemas fora de campo do atleta do Paris Saint-Germain, mas acredita que se estiver disposto a jogar, o camisa 10 da seleção brasileira pode brigar pelo prêmio de melhor jogador do mundo.

"Se ele jogar, se o Neymar jogar, não tem problema nenhum, ele vai brigar aí por essa Bola de Ouro, e a mesma coisa a seleção brasileira. O que não pode é o cara estar todo errado e quando ele voltar, você dar a tarja de capitão a ele. Foi o que aconteceu, o Tite ao invés de puxar a orelha dele, deu a faixa para ele. Pronto, aí é uma tragédia", completa o campeão mundial de 1970.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda semana em duas edições semanais, na terça-feira, às 14h, e na quinta-feira, às 18h, em transmissão ao vivo, ou gravado, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.