PUBLICIDADE
Topo

Fábio: "Seleção brasileira é merecimento, não é um favor que eu te devo"

Do UOL, em São Paulo

27/06/2020 04h00

O goleiro Fábio jogou pela seleção brasileira em todas as categorias de base e até foi convocado para a principal, mas nunca jogou e também não foi lembrado nas listas de Copas do Mundo, motivo que também o deixou incomodado com declarações do atual treinador de goleiros Taffarel. O jogador do Cruzeiro considera que teria condições de estar entre os três selecionados principalmente em 2010 e 2014, e vê falta de critério nas escolhas feitas pelos treinadores.

Em entrevista ao programa Os Canalhas, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana, no UOL Esporte, Fábio afirma que os técnicos que comandaram a seleção nos mundiais para os quais não foi convocado adotaram a escolha do goleiro como homem de confiança e critica o critério, citando que houve jogadores convocados quando não eram titulares em seus respectivos clubes.

"Eu comecei o trabalho junto com o Dunga, e logo depois, na sequência, que se perdeu muito. É o que eu falo, que não teve o mesmo critério de análise, porque a gente viu aí ao longo dos goleiros que foram convocados, às vezes o cara jogava uma boa temporada e na sequência não era mais convocado, e eu mantendo alto nível nessas temporadas e não vinha sendo convocado", afirma Fábio.

"Não teve o mesmo critério, e também alguns goleiros passaram a ser cargo de confiança do treinador. Às vezes o cara não estava jogando na sua equipe e estava sendo convocado, e seleção não é dessa forma, seleção é merecimento, seleção não é um favor que eu te devo, eu sou o treinador, você me ajudou no começo em um momento difícil e chegou a época da Copa, eu vou te convocar como prêmio, mesmo que você não esteja jogando", completa o goleiro cruzeirense.

O jogador diz que nunca teve problemas com Dunga e Luiz Felipe Scolari, os técnicos que comandaram o Brasil em 2010 e 2014, respectivamente, mas considera que ficou fora nas duas ocasiões em circunstâncias semelhantes. Em 2010, os goleiros convocados por Dunga foram Júlio César (Inter de Milão), Gomes (Tottenham) e Doni (Roma), enquanto Felipão optou também por Júlio César (Toronto FC), além de Jefferson (Botafogo) e Victor (Atlético-MG) em 2014.

"Nunca tive problema com o Felipe também não, e aconteceu, dentro dessas duas Copas, aconteceu praticamente esse mesmo critério de 'você não está jogando, mas você me ajudou lá atrás ou eu confio em você porque você já jogou bem, você já foi destaque em outras temporadas, só não está jogando agora', então aconteceu mais ou menos as mesmas cosias, tanto em 2010 como em 2014 em relação aos goleiros e também em relação a alguns jogadores também", conclui Fábio.

Os Canalhas: Quando e onde?

O programa Os Canalhas vai ao ar toda semana em duas edições semanais, na terça-feira, às 14h, e na quinta-feira, às 18h, em transmissão ao vivo, ou gravado, disponível na home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte no Youtube e no Facebook e Twitter, com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana entrevistando personalidades importantes do esporte brasileiro. Inscreva-se no canal Os Canalhas no Youtube para conferir mais de João Carlos Albuquerque e Rodrigo Viana.