PUBLICIDADE
Topo

Perivaldo, ex-seleção, vivia de esmolas em Lisboa até encontro com comediante

22/05/2020 04h00

Se os caminhos de Perivaldo e Nilton Rodrigues não tivessem cruzado, muito provavelmente o final da história seria diferente. Foi o humorista português quem descobriu o ex-lateral da seleção em Lisboa.

O ano era 2012. Nilton foi às ruas para gravar um quadro de humor em que abordava quem passava pela rua e perguntava se "eram o Fernando". Um personagem logo se sobressaiu aos demais. Era um negro esbelto, com tranças e de boné. Com uma jaqueta e um jeito todo peculiar de caminhar. Abordado pelo humorista, o até então anônimo Perivaldo entrou na brincadeira —depois de cobrar alguns euros em contrapartida.

"Só soube depois de passar o vídeo no meu talk-show e o pessoal começou falando que era ele. Na verdade, para mim foi só um homem com muita graça e que deu boa contracena na minha brincadeira", disse o humorista ao UOL Esporte.

"Depois fui procurar por ele e o encontrei na Baixa de Lisboa e aí o confrontei. No início, ele negava. Mas como eu chamei Lúcio, ele acabou por admitir. Então fiz entrevista mais séria em que falou que gostaria de voltar ao Brasil novamente, que tinha família, mulher, filhos", relembra Nilton."Ele falou que não tinha onde dormir e eu paguei 1 mês de quarto para ele", completa.

Naquele dia, os portugueses descobriram que um jogador que brilhou até com a camisa da seleção brasileira morava nas ruas de sua capital. E foi a partir deste contato que começou uma operação de salvamento que devolveu Perivaldo a sua terra natal. Para saber como foi o final da história (o início e o meio também), leia o especial: "Salvo por acaso - Jogador de seleção, Perivaldo perdeu tudo e morava nas ruas de Lisboa. Até que trombou com um comediante..."

Videos