PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola


Posse de Bola #18: Celebração corintiana em clássico e Neymar punidos

Do UOL

Em São Paulo

03/02/2020 14h24

No episódio #18 do podcast Posse de Bola, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira debateram os principais assuntos do futebol na semana, com destaque para a vitória do Corinthians diante do Santos pelo Campeonato Paulista, em jogo com expulsão de jogador por comemorar gol e jogada forte de Fagner que não foi advertida.

Expulso por subir uma escada para comemorar com a torcida na Arena Corinthians quando já tinha cartão amarelo, Janderson causou uma discussão sobre a aplicação da regra pela arbitragem, que puniu uma comemoração e não uma jogada forte.

"É uma coisa de maluco você olhar que houve um lance como aquele, que era cartão vermelho imediatamente, e ele sequer marcou falta. Um negócio de maluco e isso teria mudado o jogo provavelmente, porque ficaria com dez desde 1 a 0 do primeiro tempo", diz Juca Kfouri sobre a jogada de Fagner.

Arnaldo Ribeiro também critica a forma como o lateral corintiano entra em algumas disputas de bola com o adversário e o comparou com Felipe Melo, do Palmeiras.

"Fagner joga no limite da 'virilidade'. No choque, nas entradas, ele é muito mais viril do que o Felipe Melo. Muito mais! Mais maldoso!", diz Arnaldo.

"O Felipe Melo é ignorante, o Fagner é maldoso", responde Juca.

Mauro Cezar Pereira também comparou os dois jogadores e citou que Felipe Melo leva uma fama maior por chamar maior atenção com suas reações.

"Que o Fagner é violento, é óbvio. Ele passa do ponto com frequência e acho também que o Felipe Melo é mais pirotécnico, ele chama a atenção porque ontem discutiu com o jogador do Bragantino e tal. Ele gosta de alimentar essa coisa de valentão e tal, o outro não discute com ninguém, mas quando disputa certas jogadas, ele vai para arrebentar", disse Mauro, que conclui opinando que o lateral não deveria ser jogador de seleção brasileira.

"Agora, o Hazard na Copa do Mundo ele não conseguiu nem dar porrada. Não achou o Hazard. Aliás, eu acho que é um jogador que não tem nível para jogar na seleção brasileira e só está lá porque o Tite adora. É aquela coisa de técnico de seleção também, alguns jogadores são queridinhos do técnico e acabam tendo essa oportunidade. Não é um mau jogador, mas não nesse nível", conclui.

O episódio ainda teve uma análise do que tem sido o Palmeiras na temporada até sua primeira derrota diante do Red Bull Bragantino, a situação do Campeonato Carioca, com o Vasco eliminado da Taça Guanabara após derrota no clássico com o Botafogo, além dos desdobramentos do incêndio no centro de treinamento da base do Flamengo no ano passado, que resultou em dez mortes e que o clube fez um pronunciamento no fim de semana. A revolta de Neymar com o árbitro que o deu um cartão amarelo depois de uma 'carretilha' no adversário em partida do Paris Saint-Germain e o Montpellier também foi abordada.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Posse de Bola