PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Mauro Cezar: "Flamengo não deve colocar sua força máxima no Estadual"

Do UOL

Em São Paulo

27/01/2020 14h36

O Flamengo jogou as primeiras rodadas do Campeonato Carioca com um time sub-23 e o seu elenco principal ainda nem se reapresentou para iniciar a pré-temporada. E mesmo sem seus jogadores mais importantes e o técnico Jorge Jesus, o clube rubro-negro lidera o seu grupo na Taça Guanabara de forma invicta em três jogos.

Durante o segundo bloco do podcast Posse de Bola #17: "O ataque do São Paulo não incomoda ninguém", Mauro Cezar Pereira analisou a situação do Flamengo e opinou que o clube não deveria escalar seu time principal em nenhum jogo do Estadual para priorizar a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana e a Libertadores.

"Importante é que o técnico e os dirigentes entendam a irrelevância do torneio para um clube que pretende coisas muito maiores. Acho que o Flamengo não deve, em hipótese alguma, colocar sua força máxima em jogos do Estadual. Salvo um ou dois jogos, para dar ritmo de jogo. Se perder, perdeu e que se dane", disse Mauro.

O jornalista explicou os motivos que o fariam optar por ignorar a competição local, considerando a questão financeira, a importância dos títulos e também a quantidade de jogos na temporada, além de melhorar o histórico ruim do clube em competições internacionais anteriores à Libertadores vencida em 2019.

"O jogo contra o Athletico na Supercopa são R$ 5 milhões de prêmio, então já começa a brincadeira e é uma taça. Então, tem que ganhar. Os dois têm que ir para ganhar", disse Mauro.

"O melhor dos mundos para o Flamengo seria: faz 20 dias de preparação, joga contra o Athletico, joga contra o Del Valle, aí são duas partidas — primeiro fora e depois em casa —, faz cinco jogos da Libertadores e pode chegar para a primeira rodada do Brasileiro já classificado para a fase de mata-mata do torneio mais importante do continente. Aí na primeira rodada você já pode entrar com o pé embaixo porque se classificou", justificou.

Para Mauro Cezar, a escolha seria coerente com a reclamação de Jorge Jesus no final da última temporada, quando o técnico comparou a quantidade de jogos disputados pelo Flamengo com a do Liverpool como uma desvantagem para o clube brasileiro no Mundial.

"Ele pode reduzir isso. São 16 jogos do Campeonato Estadual, se você tirar os 16 jogos, os 74 virariam 58. Quantas partidas faz o Liverpool se ele for para a final da Champions League e tal? Em torno de 60. Então você tem um calendário europeu. É possível ajustar porque o único problema que há para o calendário brasileiro, o grande problema é o Estadual. Se você tratar o Estadual como uma coisa secundária, resolveu".

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol