PUBLICIDADE
Topo

Basquete


Kobe Bryant morre aos 41 anos; relembre a carreira do camisa 24

Do UOL, em São Paulo

26/01/2020 23h35

Cinco vezes campeão da NBA, duas vezes campeão olímpico e um dos melhores jogadores de basquete da história, Kobe Bryant morreu no dia 26/01/2020, aos 41 anos. Ele estava em um helicóptero que caiu na cidade de Calabasas, na Califórnia

A carreira

Kobe chegou à NBA aos 18 anos, draftado diretamente do basquete colegial — ele rejeitou convites de universidades importantes. Em 20 anos de NBA, jogou 18 All Star Games, ganhou 5 títulos e é o quarto maior cestinha da história da liga. Ele foi superado na lista de pontuadores um dia antes de sua morte por LeBron James.

"Continue a carregar o jogo, LeBron James. Muito respeito meu irmão", dizia o último tweet de Kobe.

Para muitos, Kobe foi o grande herdeiro de Michael Jordan. Inclusive para o próprio camisa 23.

"Do ponto de vista da competitividade, tenho certeza que Kobe sempre foi como eu" - Michael Jordan

Kobe conquistou cinco títulos da NBA, foi eleito o MVP das finais duas vezes e ganhou o título de melhor da temporada uma vez. Bryant é o quarto maior cestinha da história da NBA, mas também o jogador que mais errou arremessos: 14 mil — mil a mais que o segundo da lista

Outros recordes: ninguém jogou, como ele, 20 temporadas no mesmo time. Nem disputou o All Star Game 18 vezes. Nos Jogos Olímpicos, ele foi o responsável pela redenção de 2007, quando os EUA chegavam a 7 anos sem vencer torneios importantes. Kobe venceu a Olimpíada duas vezes. E nunca perdeu com a camisa da seleção americana.

Shaquille O'Neal foi seu maior parceiro. Mas também o maior desafeto. Os dois ganharam 3 títulos juntos, mas, em um treino, Shaq ameaçou Kobe de morte.

"Só quero que as pessoas saibam que eu não te odeio" - Shaq, na aposentadoria do parceiro

Aposentados, os dois viraram amigos. Tanto que Kobe marcou um treino com o filho de Shaq no manhã em que morreu.

A acusação de estupro de 2003 é a maior mancha de sua carreira. O caso não acabou com Kobe culpado. Sua defesa foi de sexo consensual.

Mas até mesmo quando ele ganhou o Oscar de 2018 pela animação "Dear Basketball", ele enfrentou críticas - foi proibido de se tornar membro da Academia de Cinema por causa disso.

O que falam dele

"Kobe é o mais próximo que vimos de Michael Jordan" - Magic Johnson

"Ele é o maior jogador da história dos Lakers" - Shaquille O'Neal

"Eu sempre quis ser como ele" - LeBron James

Basquete