PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Alemã chamou pista de "perigosa" antes de sofrer acidente impressionante

Leandro Pinheiro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/11/2018 04h00

Difícil, divertido e perigoso. Essa foi a definição da piloto alemã Sophia Floersch sobre o circuito do GP do Macau de Fórmula 3 poucos dias antes de se envolver em grave acidente no último domingo (18).  A alemã, que corre pela Van Amersfoort Racing Dallara-Mercedes, passará por cirurgia ainda nesta segunda-feira por conta de uma fratura na região cervical.

Estreante na categoria considerada um dos estágios que antecedem a chegada na Fórmula 1, Sophia disputava a sua primeira corrida em uma pista de rua. A piloto de 17 anos estava animada com a possibilidade de obter um bom resultado no último fim de semana, mas sabia dos perigos no circuito.

"A pista é louca, mas realmente boa", declarou a alemã à agência de notícias Macau News Agency na última quinta-feira (15). "É um circuito difícil, divertido e também uma pista perigosa. Como piloto de corridas, estamos acostumados a correr no limite. Quando estou no carro, tenho meus limites e dirigir é normalmente estar no limite. Isso é corrida", disse.

Sophia Floersch, da Formula 3 - Reprodução/Twitter  - Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter
Na corrida, Floersch havia largado na 19ª colocação de um grid formado por 24 competidores. O acidente ocorreu na terceira das 15 voltas do GP do Macau, quando o carro da alemã voou sobre o alambrado de proteção e atingiu uma estrutura acima de um local reservado para os fotógrafos da corrida. Antes, ela havia batido no carro do japonês Sho Tsuboi, da TOM’s.

De acordo com a organização, os dois pilotos foram levados conscientes ao hospital. Além deles, dois fotógrafos e um fiscal de prova também foram encaminhados para atendimento.

Por meio de sua conta oficial no Twitter, Sophia tratou de tranquilizar os fãs e seguidores após o acidente. "Só queria que todos saibam que eu estou bem, mas passarei por cirurgia amanhã [segunda-feira] pela manhã. Obrigado a todos pelas mensagens de apoio", escreveu a alemã.

Fã de Hamilton e sonho de correr na F-1 em 2022

Assim como a grande maioria dos pilotos de automobilismo, Sophia começou cedo a trajetória na modalidade. Uma linha do tempo no site oficial da alemã mostrava desde as suas primeiras aceleradas até os próximos objetivos de sua ainda recente carreira. Ela ingressou nas pistas em corridas de kart aos cinco anos, em 2005, e almeja fazer parte da principal categoria do automobilismo mundial em 2022.

"O grande objetivo de Sophia. Sua motivação desde a infância. A Fórmula 1. Uma mulher lutando pela vitória contra os melhores pilotos do mundo", diz a descrição no último quadro que mostra, além do trajeto já percorrido, as ambições que tem para a carreira.

Antes de ingressar no Campeonato Europeu de Fórmula 3 neste ano, a alemã passou por outros campeonatos no qual conseguiu algumas distinções. A principal delas aconteceu na Fórmula 4, na qual Sophia se tornou a primeira mulher a subir em um pódio da categoria.

Em 2018, a F-3 representou um novo desafio para Sophia. A categoria - que conta com o filho de Michael Schumacher, Mick, como campeão desta temporada - era encarada como uma espécie de "graduação" para a piloto. Em seu site oficial, a descrição: "um grande passo antes de terminar o colegial, em maio". Afinal, aos 17 anos, Sophia ainda se divide entre as pistas e estudos.

Como toda adolescente ainda no início do sonho de se consagrar como piloto, a alemã possui inspirações. Sophia não esconde o seu ídolo: o inglês Lewis Hamilton, cinco vezes campeão da Fórmula 1. "Assim como sua inspiração, ela quer criar algo único e se esforça para chegar na categoria rainha do automobilismo", diz a descrição em seu site oficial.

Enquanto tenta seguir os passos de Hamilton, a jovem piloto também compartilha da admiração por Ayrton Senna. Em 1º de maio deste ano, ela publicou em sua conta no Instagram uma imagem do brasileiro com as inscrições #legend e #restinpeace ("Lenda" e "Descanse em paz", em inglês). A data da publicação marcava o 24º aniversário da morte do piloto.

1. May 1994 #ayrtonsenna #legend #restinpeace

A post shared by Sophia (@sophiafloersch)

on

Não é só corrida: piloto torce para Bayern e já zoou Neymar

Apesar de se dedicar ao automobilismo, Sophia Floersch divide as atenções com outro esporte: o futebol - ao menos na torcida. Natural de Munique, a jovem é torcedora do Bayern e, em meio às fotos mostrando a rotina de uma piloto no Instagram, compartilha momentos de apoio ao time alemão.

Piloto alemã posa com camisa e boné do Bayern - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Sophia Floersch posa com camisa e boné antes de partida do Bayern de Munique
Imagem: Reprodução/Instagram

Em sua conta no Instagram, ela compartilhou imagens posando com camisa e boné do time de Munique. Entre elas, quando a equipe enfrentou o Real Madrid, no dia 25 de abril, pelo confronto de ida da semifinal da Liga dos Campeões. Apesar da torcida, a equipe alemã saiu derrotada por 2 a 1 na ocasião e, posteriormente, foi eliminada do torneio.

Durante a Copa do Mundo na Rússia, Sophia também aproveitou para interagir nas redes sociais sobre um assunto que tomou conta da internet: Neymar. Mais precisamente, as quedas do atacante brasileiro. No Twitter, a alemã entrou na brincadeira e zoou o craque por conta das constantes quedas nas partidas do Mundial.

Com emojis de risos, ela compartilhou uma publicação que diz "como seria se Neymar fosse um cachorro". No vídeo, o animal se atira no chão mesmo sem ter sido atingido por um gato que estava próximo.

Antes do acidente em Macau, a alemã já vinha se deparando com uma realidade complicada na temporada de estreia na Fórmula 3. Ausente de algumas corridas na temporada, ela somou apenas um ponto na classificação geral e ocupa a última colocação na tabela. Não houve brasileiros disputando a prova deste final de semana. 

Esporte