PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com Talula, Fórmula Truck reforça aposta em musas para ganhar notoriedade

Talula foi contratada para guiar o pace car da Fórmula Truck - Orlei Silva/Divulgação
Talula foi contratada para guiar o pace car da Fórmula Truck Imagem: Orlei Silva/Divulgação

Lucas Pastore

Do UOL, em São Paulo

12/03/2012 14h00

O início da temporada da Fórmula Truck teve uma novidade curiosa. No último dia 4, no Rio Grande do Sul, a ex-BBB Talula Pascoli estreou no comando do pace car - que exerce a mesma função do safety car da F-1 - e reforçou uma tendência da categoria, que tem apostado em musas que já fizeram ensaios sensuais para ganhar notoriedade.

Também ex-BBB, Mariana Felício foi a antecessora de Talula no pace car na F-Truck.Débora Rodrigues, que também foi capa da Playboy, foi a primeira mulher a correr na Truck.

Talula assinou um contrato de dois anos e assumiu o lugar de Mariana Felício, que ilustrou a capa da Playboy e também passou pelo reality show, no pace car. Em sua primeira prova, no Velopark, autódromo de Santa Rita do Sul, seu desempenho foi elogiado por Neusa Navarro, presidente da categoria.

“Nesse ano, o fabricante do pace car resolveu escolher outra pessoa, também mulher, que pudesse abrilhantar o evento. E a escolha foi certeira, a Talula foi bem recebida, é muito simpática. Todo mundo queria tirar foto com ela. E ela gostou muito do evento”, disse a presidente, em entrevista ao UOL Esporte.

Talula também aprovou sua presença no evento. Na quinta-feira que antecedeu a etapa do Velopark, a nova piloto teve aulas e, segundo Neusa, pegou o jeito com facilidade.

“Eu adorei. Na segunda-feira, foi difícil voltar para o meu carro, na hora de trocar de marcha pensei ‘nossa, que coisa pequena’, e pensei em trocar por um caminhão (risos). Achei muito gostoso esse contato com a pista”, afirmou Talula, também ao UOL Esporte.

Além de atrair atenção para as corridas, a presidente afirma que a iniciativa tenta ampliar a presença feminina na Fórmula Truck. Vale lembrar que a categoria conta com Débora Rodrigues, outra capa da Playboy, entre o quadro de pilotos. Ela entrou para a história como a primeira mulher a guiar os caminhões do campeonato.

Mas a presidente ainda acha pouco. Navarro acredita que, apesar da resistência que ainda existe no esporte a motor, a tendência é que cada vez mais mulheres apareçam no volante em campeonatos.

“Podemos ter mais mulheres no automobilismo. Ainda existe resistência, mas acho que o futuro é esse. Temos uma presidente mulher no Brasil, o mundo já mudou, e o futuro aponta para isso”, aposta.

TALULA APROVA EVENTO, MAS AINDA NÃO PENSA EM COMPETIR

Agora piloto, Talula já tinha experiência no automobilismo. Ela trabalhou como promotora e como grid girl na Stock Car. Mas, pela primeira vez, ela tem a chance de fazer parte da corrida.

“No começo, fiquei com medo de as aulas não serem suficientes. Mas adorei, é simples dirigir e eu curti muito. Foi muito bacana e eu fui super bem recebida”, contou.

Apesar de ter gostado, Talula, com agenda apertada, ainda não pensa em competir. Atualmente, ela se divide entre a Truck e entre a carreira de atriz – além de estudar teatro, ela tem participado das gravações da série Turma do Didi.

“Ainda estou trabalhando muito, tenho gravado a Turma do Didi e estudado teatro. Não tenho tempo nem de decidir o que fazer, hoje é a minha vida fala que fala por mim”, completou.

 

Esporte