PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após conquistar vaga, dupla brasileira capota em seletiva da equipe olímpica de vela

Equipe brasileira de vela para a temporada 2011 foi definida em Santa Catarina - Fernando Soutello/ZDL
Equipe brasileira de vela para a temporada 2011 foi definida em Santa Catarina Imagem: Fernando Soutello/ZDL

Do UOL Esporte

Em São Paulo

26/02/2011 19h24

Favoritos ficam com vaga no time olímpico

SCHEIDT/PRADA SUPERA GRAEL/FERREIRA

Com desempenho quase perfeito, Robert Scheidt e Bruno Prada, líderes do ranking mundial, levaram o título da classe Star com duas regatas de antecedência – o segundo lugar ficou com os bicampeões olímpicos Torben Grael e Marcelo Ferreira. "Eles (Torben e Marcelo) são bicampeões olímpicos e chegar ao nível deles e eventualmente superá-los dá muita moral. Tenho certeza que o resultado de Florianópolis vai fazer com que treinem ainda mais. Quem ganha com isso é a classe Star. O representante nacional na olimpíada vai brigar pelo título", destaca Robert Scheidt.

BIMBA E ZARIF REINAM ABSOLUTOS

Na classe RS:X, Ricardo Winicki, o Bimba, não teve problemas para confirmar a vaga (no time olímpico e no Pan de Guadalajara). "Estou muito feliz pela vaga. Quero alcançar a terceira medalha de ouro e fazer história no Pan", disse Bimba, que pode igualar Robert Scheidt em número de títulos Pan-Americanos na vela nacional.

Na Finn, Jorginho Zarif perdeu só uma regata na competição, mas confirmou o lugar. Em março, ele vai para a Espanha treinar com os dois melhores velejadores de Finn do mundo, o britânico Ben Ainslie e o espanhol Rafael Trujillio.

OUTRAS CLASSES

Na RS:X feminina, Patrícia Freitas vai pela primeira vez para o Pan-Americano. Na Laser, Bruno Fontes, que disputou as Olimpíadas de Pequim-2008, reconquistou vaga no time brasileiro. Na Laser Radial, Adriana Kostiw também voltou à equipe. Na 470, reinou o equilíbrio. A disputa masculina e feminina foi unificada. A vitória ficou com Fábio Pillar e Gustavo Thiesen. As vice-campeãs, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, serão a tripulação feminina na seleção olímpica. No Match Race, a tripulação vencedora foi a de Juliana Costa, Marina Jardim e Larissa Juk.

PARA O PAN-AMERICANO

Na semana passada, outras quatro vagas foram definidas em Santa Catarina. Na Hobie Cat 16, Bernardo Arndt e Bruno Oliveira, de Ilhabela, voltam ao Pan após perder o ouro no Rio-2007 no tapetão. Na Lightning, os vencedores foram a experiente tripulação formada por Cláudio Biekarck, Gunnar Ficker e Marcelo Batista da Silva. Matheus Dellagnelo competirá na classe Sunfish e Alexandre Tinoco e Gabriel Borges garantiram vaga na Snipe.

 

Esporte