PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Simone Biles e Megan Rapinoe estão entre premiadas nos EUA com Medalha da Liberdade

01/07/2022 17h22

Por Amy Tennery

NOVA YORK (Reuters) - A ginasta vencedora de quatro ouros olímpicos Simone Biles e a vencedora de duas Copas do Mundo Megan Rapinoe estão entre as 17 pessoas que irão receber a Medalha da Liberdade, a maior honraria civil dos Estados Unidos, anunciou a Casa Branca na sexta-feira.

A homenagem, concedida aos que fizeram "contribuições exemplares" aos Estados Unidos, à paz mundial e outras causas, será oferecida no dia 7 de julho. 

"Esses dezessete americanos demonstram o poder das possibilidades e personificam a alma da nação - trabalho duro, perseverança e fé", afirmou a Casa Branca em nota.

Outros homenageados incluem o ator vencedor do Oscar Denzel Washington e o falecido senador norte-americano John McCain.

A Casa Branca reconheceu Biles, de 25 anos, não apenas por seus feitos em competições, mas como "uma importante defensora da segurança e saúde mental dos atletas, crianças no sistema de adoção, e vítimas de abuso sexual". 

No ano passado, Biles depôs diante do Comitê Judiciário do Senado que autoridades olímpicas e da Ginástica dos EUA não impediram o abuso sexual sofrido por atletas do ex-médico Larry Nassar, e ela trouxe a questão da saúde mental dos atletas no palco internacional nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Com 32 medalhas olímpicas e mundiais, ela é a ginasta norte-americana mais vencedora da história. 

Rapinoe, de 36 anos, que venceu o ouro olímpico com a seleção norte-americana de futebol feminino em 2012 será a primeira jogadora de futebol a ser homenageada. 

(Reportagem de Amy Tennery em Nova York)

Esporte