PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Premier League aprova proposta de aquisição do Chelsea

24/05/2022 19h14

(Reuters) - O consórcio Boehly-Clearlake, que acertou os termos para adquirir o Chelsea por 4,25 bilhões de libras (5,33 bilhões de dólares) no início deste mês, passou no teste de proprietários e diretores da Premier League, informou a liga nesta terça-feira, abrindo o caminho para a aquisição do clube.

A proposta também precisa da aprovação do governo britânico antes que o consórcio possa concluir a aquisição, faltando uma semana para que a atual licença de operação do clube expire, em 31 de maio.

"O conselho aplicou o teste de proprietários e diretores da Premier League (OADT) a todos os diretores em potencial e realizou a devida diligência necessária", afirmou a liga em comunicado.

"Os membros do consórcio em aquisição do clube são afiliados do Clearlake Capital Group, L.P., Todd Boehly, Hansjorg Wyss e Mark Walter."

"O Chelsea FC agora trabalhará com os governos relevantes para garantir as licenças necessárias para concluir a aquisição", completou.

O governo britânico deve aprovar a venda depois que o proprietário russo do Chelsea, Roman Abramovich, garantiu que não se beneficiará do acordo, disse uma fonte familiarizada com a situação à Reuters.

Atualmente sujeito a sanções do governo britânico, Abramovich colocou o clube londrino à venda no início de março, após a invasão russa da Ucrânia, que Moscou chama de "operação militar especial".

Abramovich rejeitou relatos de que ele queria que um empréstimo concedido ao clube, supostamente no valor de 1,5 bilhão de libras (1,88 bilhão de dólares), fosse reembolsado.

(Reportagem de Rohith Nair e Hritika Sharma, em Bangaluru)

Esporte