PUBLICIDADE
Topo

Jogadoras da Espanha assinam acordo sobre salário e condições de trabalho

Irene Lozano (centro), ministra do Esporte da Espanha - Reprodução / Twitter
Irene Lozano (centro), ministra do Esporte da Espanha Imagem: Reprodução / Twitter

Richard Martin

Em Madri (Espanha)

19/02/2020 12h21

As jogadoras da primeira divisão do futebol espanhol assinaram seu primeiro acordo coletivo sobre salários e condições de trabalho, rompendo um impasse com as autoridades esportivas que levou a uma greve em novembro passado.

O acordo, assinado ontem, mas divulgado apenas hoje, garante às jogadoras um salário mínimo de 16 mil euros por ano, além de férias remuneradas e licença-maternidade, entre outros benefícios.

"Este é um dia histórico, porque esse acordo coletivo é muito importante para jogadoras preocupadas com o futuro", disse a ministra do Esporte, Irene Lozano.

"Também é importante para todas as mulheres espanholas, porque, quando um grupo de pessoas avança, o mesmo acontece com todos os outros."

Rubén Alcaine, presidente da Associação de Clubes de Futebol Feminino (ACFF), acrescentou: "Este é um momento para comemorar e agora todas as atletas do futebol feminino precisam trabalhar juntas."

"Precisávamos de um modelo sustentável para o futebol feminino, a fim de armar o esporte com melhores recursos", finalizou.

Futebol