PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dele Alli diz não ter guardado rancor após dividida dura de Sterling

David Klein/Reuters
Imagem: David Klein/Reuters

03/02/2020 12h19

O meio-campista Dele Alli, do Tottenham Hotspur, disse não ter mágoa de Raheem Sterling por ter sido alvo de uma dividida de bola violenta do meia-atacante do Manchester City na vitória de 2 x 0 de seu time sobre os campeões ingleses no domingo.

A tentativa de Sterling de roubar a bola o levou a pisar no tornozelo de Alli, mas a tecnologia do árbitro de vídeo (VAR) não considerou a manobra merecedora de um cartão vermelho ? o que revoltou o técnico do Spurs, José Mourinho, que exigiu a expulsão do jogador da City.

Alli continuou jogando e foi substituído aos 25 minutos do segundo tempo. O Spurs, que tem um jogo da quarta rodada da Copa da Inglaterra contra o Southampton na quarta-feira, ainda não deu informações atualizadas sobre a gravidade da lesão.

"Estávamos falando disso no intervalo e somos bons amigos", disse Alli a repórteres. "Sei que tipo de jogador Raheem é, e ele nunca tentaria machucar alguém intencionalmente". "Não guardei rancor. Ele é um jogador fantástico e viramos a página",

A dividida foi similar a um incidente do mês passado em que Pierre-Emerick Aubameyang, atacante do Arsenal, foi expulso após uma consulta ao VAR e afastado por três jogos ? ele calculou mal o lance e quase machucou Max Meyer, do Crystal Palace.

"Não tenho certeza (de que foi cartão vermelho), para ser sincero", acrescentou Alli. "Não analisei direito".

Futebol