Topo

Esporte


Klopp diz que juíza na Supercopa da Uefa é "momento histórico"

Jurgen Klopp, técnico do Liverpool - Clive Brunskill/Getty Images
Jurgen Klopp, técnico do Liverpool Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Ece Toksabay

De Reuters, em ISTAMBUL

13/08/2019 15h42

O técnico do Liverpool, Juergen Klopp, elogiou a escolha da francesa Stéphanie Frappart como a primeira mulher a apitar uma final de uma grande competição masculina da Uefa, descrevendo-a como um "momento histórico".

Stéphanie arbitrará a disputa de amanhã entre Liverpool e Chelsea na Supercopa, e prometeu provar que as árbitras são tão eficazes quanto seus equivalentes masculinos.

Indagado sobre seu veredicto sobre a decisão, Klopp a aprovou com entusiasmo.

"Finalmente - está na hora. Fico feliz de ser parte deste momento histórico. É uma decisão inteligente ter mulheres arbitrando um jogo muito, muito importante. É a primeira vez, mas espero que não seja a última", disse o alemão, que levou o Liverpool à conquista de seu sexto título europeu na última temporada.

"Tenho certeza de que tentaremos não tornar o jogo mais difícil do que seria (para a arbitragem). Mostrarei minha melhor face, se possível, senão minha mãe ficará brava", brincou.

Stéphanie, de 35 anos, será auxiliada pela compatriota francesa Manuela Nicolosi e pela irlandesa Michelle O'Neill. O trio se encarregou da final da Copa do Mundo de Futebol Feminino deste ano na França.

Indagada se teme ser "duplamente criticada" por qualquer erro cometido, Stéphanie respondeu que é hora de as árbitras mostrarem que são tão boas quanto os homens.

"Temos que provar que somos técnica e fisicamente iguais aos homens. Não tememos (decisões erradas). Estamos prontas", disse ela em uma coletiva de imprensa.

Esporte