Parré melhora tempo do Mundial de Kobe em Meeting Paralímpico

O paraibano Ariosvaldo Fernandes melhorou sua marca alcançada nos 100m T53 (cadeirantes) obtida no Mundial de atletismo paralímpico, em Kobe, no Japão, em maio passado, quando conquistou a medalha de prata. Parré anotou 15s01 no Meeting Paralímpico do Distrito Federal, neste sábado (15), abaixando quatro segundos em relação à marca do Japão. Ainda em Brasília, ele venceu os 400m com 53s11.

"A gente já chegou em uma fase de treinamento que agora é cuidar para não perder essa pegada, para não perder o foco e manter essa velocidade. É preciso continuar com esse tempo para chegar em uma final nos Jogos Paralímpicos de Paris e brigar por um pódio", disse Parré, que ficou com os membros inferiores paralisados após uma poliomielite e que já fez 14s64 nessa mesma prova, em abril deste ano.

Além do atletismo, o Meeting Paralímpico do Distrito Federal recebeu competidores do halterofilismo e da bocha (Centro Integrado de Educação Física (Cief); da natação (Clube do Exército); e tiro com arco (Federação de Tiro com Arco). Além das disputas de alto rendimento, também houve provas com atletas em desenvolvimento, que serviram como seletivas para competições como as Paralimpíadas Escolares.

Destaques juvenis

Rafael de Souza Cunha, de 10 anos, participou de sua primeira competição. Ele conseguiu bons resultados nas classes T e F20 (deficiência intelectual), com as marcas de 25s78 nos 100m, 32s06 nos 200m e 1,45m no arremesso de peso. No halterofilismo, Mateus Moreira, de 23 anos, venceu a categoria até 49kg com a marca de 101kg. Já na natação, Élcio Júnior, de 21 anos, ganhou três ouros na classe S11 (deficiência visual): 50m livre (30s49), 100m livre (1min12s16) e 100min peito (1min39s81).

Além de Brasília, o dia também contou com a realização do Meeting Paralímpico de Alagoas, primeiro evento organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) no estado. A competição, que contou com 45 atletas, também serviu como seletiva estadual para as Paralimpíadas Escolares, Paralimpíadas Universitárias e Intercentros. Um dos destaques foi Beatriz Carvalho de Souza de 12 anos, que ganhou o ouro nos 60m T38 (12s98) e no arremesso de peso F38 (11,75m).

Deixe seu comentário

Só para assinantes