Magic Hands é tetracampeão do Brasileiro de basquete em CR

O Magic Hands foi tetracampeão do Campeonato Brasileiro de basquete em cadeira de rodas, após vencer o Kings na final, pelo segundo ano consecutivo, por 87 a 54. Este foi o nono título brasileiro do Magic em sua história. Além da final, também foram disputadas as posições até o 12º lugar. O campeonato, iniciado na segunda-feira (10), no CT Paralímpico, em São Paulo, se encerrou hoje (15).

FINAL - MAGIC HANDS 87 x 54 KINGS

O jogo que, na teoria, seria o mais equilibrado, acabou sendo um dos menos disputados do torneio. O Magic Hands mostrou o porquê de ser o atual campeão e, logo no primeiro quarto, abriu uma vantagem de nove pontos (21 a 12), vantagem essa que só aumentou com o decorrer do jogo. No segundo quarto a diferença aumentou pouco, de nove para 12 pontos (39 a 27).

Com Cristiano Clemente sendo o dono da partida, o Magic não parava de ir para cima, o que gerou consequências no placar. A partida, no terceiro quarto terminou em 66 a 39, com incríveis 27 pontos de vantagem. Com o jogo praticamente ganho, o atual campeão resolveu diminuir um pouco o ritmo, porém, mesmo assim, venceu na última parte do jogo. Com 21 a 15, essa foi a segunda menor diferença entre as equipes por quarto, perdendo apenas para o segundo (18 a 15). E assim a partida se encerrava: 87 a 54 e Magic Hands tetracampeão brasileiro.

O título de MVP da partida ficou com Gelson Júnior, do Magic, que fez 19 pontos, além de nove assistências e sete rebotes.

Ainda sobre o Magic Hands, o jogador com mais pontos feitos no campeonato foi Cristiano Clemente, com incríveis 163 arremessos bem-sucedidos.

DISPUTA DE 3º LUGAR - ADFEGO 59 x 60 CAD

Em um jogo muito equilibrado, nada mais justo que ele começar equilibrado. O CAD abriu o placar com um ponto antes do primeiro minuto, na segunda tentativa de um lance livre, com Eduardo da Silva. Posteriormente, a equipe, que futuramente seria a vitoriosa, até chegou a fazer 11 a 7, mas a ADFEGO se recuperou, e, assim, o primeiro quarto terminou 17 a 17. O segundo quarto até terminaria empatado também, mas, faltando 22 segundos, Eduardo da Silva, em um lance livre, deixou o CAD na frente. 30 a 31.

No terceiro quarto, mesma situação, apenas um ponto de diferença. 47 a 46. Mas, a emoção veio mesmo no último tempo da partida, quando, faltando 45 segundos, Marcos da Silva, da ADFEGO, marcou dois pontos, deixando o placar em 59 a 58 e colocando sua equipe com uma mão na medalha. Mas faltou combinar com Everaldo de Lima, que apenas nove segundos depois, marcou os dois pontos da virada do CAD, do canto esquerdo da área. E assim terminou a partida, com muita emoção e vitória da equipe paulista.

Continua após a publicidade

O MVP da partida ficou com Irio Nunes, que marcou 15 pontos, além de um rebote.

OUTROS RESULTADOS DO DIA

5º LUGAR: GADECAMP 33 x 48 Andef Cobras

7º LUGAR: ADEFIU 83 x 77 Cerrado

9º LUGAR: APAC 46 x 48 AAPD

11º LUGAR: IREFES 62 x 50 CEPE

Deixe seu comentário

Só para assinantes