Fora da Olimpíada, Danilo Fagundes anuncia aposentadoria

Um dos grandes nomes do pentatlo moderno brasileiro, o carioca Danilo Fagundes anunciou sua aposentadoria nesta quinta-feira (13). O atleta de 36 anos está em Zhengzhou, na China, onde disputou seu último Campeonato Mundial. Ele participou das qualificatórias, mas não conseguiu avançar para as semifinais da competição, encerrando assim o sonho da vaga olímpica para Paris-2024.

"Hoje encerro oficialmente minha carreira como atleta profissional, dediquei mais de 25 anos a esse esporte e cerca de 15 ao pentatlo moderno. Foram anos de aprendizado, vitórias, derrotas, frustrações mas acima de tudo de paixão pelo que fiz de todo coração. Hoje termino uma partida com o orgulho de ter deixado tudo em campo, de ter jogado bem num mundo de incertezas e de ter lutado um bom combate", escreveu Danilo no Instagram.

Danilo Fagundes deixou seu nome na história do pentatlo moderno ao ser o primeiro homem brasileiro a chegar em uma final de Copa do Mundo da modalidade. O feito aconteceu na etapa de Antalya, na Turquia, em 2022. Ele terminou em 12º lugar naquela ocasião, registrando o melhor resultado masculino do país na história da competição.

Mundial era última oportunidade a vaga

Atualmente na 73ª colocação do ranking mundial, o atleta buscava classificar-se para sua primeira Olimpíada. Depois de falhar no Pan de Santiago-2023, Danilo tinha o Mundial de Zhengzhou como principal oportunidade para conseguir a meta. A competição distribui três cotas em cada gênero e, por isso, o brasileiro precisaria chegar, no mínimo, até a semifinal para sonhar com a vaga.

Danilo terminou em 15º lugar em sua série qualificatória, sendo que apenas os 12 primeiros colocados avançaram. Assim, foi eliminado e ficou em 45º lugar na classificação geral. As últimas nove vagas olímpicas do pentatlo moderno virão através do ranking mundial, mas o brasileiro aparece distante na lista e não conseguirá a classificação.

O pentatleta encerra sua carreira com três participações de Jogos Pan-Americanos no currículo. Ele foi 22º colocado em Toronto-2015, 12º em Lima-2019 e 16º em Santiago-2023. O carioca ainda ficou em quarto lugar no revezamento masculino em Lima-2019, ao lado de Felipe Nascimento. Além disso, ele foi medalhista de prata nos Jogos Sul-Americanos Santiago-2014.

Deixe seu comentário

Só para assinantes