PUBLICIDADE
Topo

Futebol

De fora dos últimos jogos, Robson Bambu perde espaço no Corinthians e pode ser devolvido, diz site

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

30/06/2022 20h22

De fora da lista de relacionados dos dois últimos jogos e ultrapassado na sequência de reservas por Robert Renan e Bruno Méndez, Robson Bambu vive seu pior momento com a camisa do Corinthians e perdeu espaço com o técnico Vítor Pereira.

Mesmo durante uma onda de lesões no Corinthians, que também atingiu o setor defensivo, o zagueiro de 24 anos sequer ficou no banco de reservas nas partidas contra o Santos, em que atuaram em maior parte jogadores reservas, e contra o Boca Juniors.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Diante do Peixe, atuou ao lado de Raul Gustavo o jovem Robert Renan, que vem ganhando suas primeiras oportunidades como profissional. Já diante do Boca, João Victor voltou a formar dupla de zaga com o camisa 34, e Bruno Méndez, que havia acabado de retornar de empréstimo, entrou no intervalo improvisado na lateral-direita na ausência de Bambu.

De acordo com o portal "Meu Timão", a diretoria do Corinthians trabalha com a possibilidade de devolver o zagueiro ao Nice, da França, com quem tem contrato por mais três anos. Robson Bambu está cedido por empréstimo ao Time do Parque São Jorge até o fim de 2022.

+ Em fim de contrato por empréstimo, João Pedro não segue no Corinthians e retornará ao Porto

+ Base no rival, saída conturbada e passagem relâmpago pela Rússia: relembre a carreira de Yuri Alberto

Contratado em janeiro deste ano, o zagueiro já disputou nove jogos e ainda não marcou pelo Corinthians. Em pouco mais de seis meses de clube, Robson Bambu foi acusado de estupro por uma mulher de 25 anos, e faltou a duas atividades no CT Joaquim Grava.

Robson Bambu foi revelado pelo Santos em 2018, mas não renovou contrato com o clube e seguiu para o Athletico-PR, onde se destacou antes de ser negociado com o Nice por 8 milhões de euros (R$ 47 milhões na cotação da época) em agosto de 2020.

Futebol