PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atuações ENM: com elenco pobre, Botafogo perde para o América-MG e se complica na Copa do Brasil; veja as notas

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

30/06/2022 23h40

O Botafogo fez vergonha e foi aniquilado pelo América-MG, que não marcava um gol há cinco jogos, por 3 a 0, na ida da Copa do Brasil, em Belo Horizonte. Na volta, Alvinegro precisa de um milagre pra se classificar. Como se o cenário já não fosse ruim o suficiente, problemas vão até fora das quatro linhas.

+ Luís Castro cita erros no sistema defensivo e pede contratações no Botafogo: 'Jogamos com a equipe da Série B'

+ Kayque admite partida ruim, mas não desiste e acredita na classificação do Botafogo: 'Está aberto ainda'

Começa a ser difícil apontar o que não está errado no Botafogo. Fora de campo, a diretoria muda o responsável pelo trato com CBF e Ferj, mas não avisa ao CEO. Dentro de campo, um time recheado de jogadores que jogaram a série B pelo clube seguem atuando pelo clube, agora na elite do futebol nacional.

Há pouco mais de 15 dias para abrir a janela internacional de transferência, a diretoria aparenta certa inércia; após negociar com o israelense Zahari por meses, viu o centroavante voltar para o Maccabi Tel Aviv. Sempre muito extrovertido, hoje, dia da derrota feia pro América, John Textor, dono de 90% da SAF do clube, disse sonhar com Neymar (!) e seus 2% de chance de trazê-lo de volta ao Brasil.

No entanto, a realidade – sempre dura – bate à porta do Botafogo e de seus torcedores que viram um time desorganizado, sonolento e totalmente apático em um jogo tão importante.

Notas em destaque:

Zagueiros Kanu e Sampaio: 1 – é absurda a fase dos dois. Chega a parecer certa displicência. Kanu simplesmente assistiu ao segundo gol de camarote. Já o camisa 94 estava tão mal que foi substituído no intervalo.

Gatito: 6,5- o arqueiro do Botafogo merece algumas linhas. Se não fosse ele, o jogo teria sido uma goleada histórica. Contudo, ele segue tomando gols de bola aérea, porque não sai debaixo da meta.

Departamento médico do Botafogo: 0 – não é possível um jogador estar "recuperado" de lesão, como foi o caso do Diego Gonçalves, jogar DEZENOVE minutos e sentir a contusão novamente. Isso, sem contar a quantidade de atletas que estão no DM. Isso precisa mudar.

Vejas a notas

Gatito: nota 6,5
Carli: nota 5.

Kanu: nota 1.
Sampaio: nota 1.
Daniel Borges: nota 5.

Patrick de Paula: nota 4,5

Kayque: nota 4,5

Hugo: nota 2

Vinicius Lopes: nota 5

Chay: nota 4

Matheus Nascimento: nota 5,5
Saravia: nota 4

Jeffinho: nota 5

Del Piage: nota 5,5

Diego Gonçalves: S/N

Daniel Cruz: S/N

Futebol