PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Governo do Rio de Janeiro notifica Flamengo e Fluminense e solicita liberação do Maracanã para jogo do Vasco

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

25/06/2022 14h25

Consórcio veta jogo do Vasco no Maracanã e clube pede reconsideração

A crise entre Vasco, Consórcio Maracanã (Flamengo e Fluminense) e o Governo do Rio de Janeiro tem mais um capítulo. A Secretaria de Estado da Casa Civil notificou a administração do estádio por terem vetado a realização da partida entre Vasco e Sport, no dia 3 de julho, pelo Série B, no local. O documento, revelado pelo “GE”, mostra que o Governo exigiu a reconsideração do Consórcio, com ameaça de “imposição de sanções”.

Na última sexta-feira, o Vasco divulgou que o Consórcio Maracanã havia negado, pela segunda vez, a realização da partida contra o Sport no estádio. O clube classificou a medida como “arbitrária e ilegal” e, por isso, acionou o Flamengo, que é o permissionário do estádio, na justiça.

De acordo com o ofício enviado pela Casa Civil ao Flamengo e ao Fluminense, os clubes podem ser punidos com base na cláusula 19ª do Termo de Permissão Onerosa de Bem Público do Complexo do Maracanã. As punições podem ser multas e até mesmo o cancelamento do termo de permissão de uso do estádio. No ofício, o Governo diz que o veto foi feito “de forma injustificada”.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube

Segundo o Vasco, o Consórcio usou como justificativa para vetar a realização da partida no local a preservação do gramado do Maracanã. Mas o clube de São Januário argumenta que um possível jogo do Cruz-Maltino não faria o estádio ultrapassar o limite de dez jogos por mês e que, em outras ocasiões, já aconteceram dois jogos em dias seguidos no Maraca.

No meio de junho, o Vasco enfrentou o Cruzeiro no Maracanã, mas a partida também foi alvo de polêmicas. O Consórcio aumentou o valor do aluguel do estádio e não permitiu ao Cruz-Maltino ter participação no lucros dos bares, além de ter vetado uma faixa que o clube exibiria na mureta central do Maraca, com os dizeres "Respeito, Igualdade e Inclusão".

Futebol