PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Brasil sai na frente, mas perde para os EUA na Liga das Nações de vôlei

Seleção brasileira masculina de vôlei foi derrotada pelos EUA por 3 a 1 - Time Brasil
Seleção brasileira masculina de vôlei foi derrotada pelos EUA por 3 a 1 Imagem: Time Brasil

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

11/06/2022 17h20

Jogando diante de um Nilson Nelson lotado, o Brasil começou bem a terceira partida na Liga das Nações de Vôlei diante dos Estados Unidos e saiu na frente. Mas, diante de um time mais regular e com poucos erros, viu os adversários vencerem a partida por três sets a um, parciais de 25 a 21, 25 a 27, 20 a 25 e 20 a 25, e saírem do Brasil com 100% de aproveitamento nos seus jogos.

A partida começou com muito equilíbrio. Mesmo entrando em quadra com algumas alterações em relação aos jogos anteriores, os Estados Unidos mantiveram o bom nível de jogo, especialmente na virada de bola. O Brasil, por sua vez, jogava com a mesma formação que vem utilizando nessa semana.

Mesmo com o time modificado, os Estados Unidos cometiam poucos erros na partida, e o Brasil não ficava atrás, cometendo erros apenas nos saques e com uma virada de bola consistente. Além da virada de bola, o que fez diferença para a equipe brasileira foi o volume de jogo. Com um nível de defesa melhor do que os adversários, o Brasil confirmava os seus contra-ataques, o que deu a vantagem para a equipe brasileira no set, que fechou a parcial por 25 a 21.

Crescimento estadunidense

A toada do segundo set seguiu da mesma forma que a primeira parcial, com leve vantagem para os visitantes que, com mais eficiência na sua virada de bola, conseguiu abrir dois pontos logo no começo do set. Mesmo com mais dificuldades de colocar a bola no chão, o Brasil se manteve muito próximo no placar e chegou a ter chance de virar a parcial mas, com uma parcial inspiradíssima do oposto Jake Hanes, os Estados Unidos fecharam o set em 25 a 27 e empataram a partida.

O terceiro set começou como todos os sets anteriores, marcado pelo equilíbrio. Mas, o bloqueio brasileiro, especialmente pelo meio de rede e uma parcial ruim do levantador Bruno fez com que a seleção estadunidense crescesse na partida. A partir do crescimento geral, o levantador Tuaniga conseguiu impor seu ritmo de jogo, utilizando muito o meio com Mitchem e Jendryk e também com uma boa parcial de Aaron Russell, e fechou o set por 20 a 25 para virar a partida.

A quarta parcial começou com um Brasil diferente. Vaccari entrou no lugar de Adriano, Isac permaneceu no lugar de Flávio e Bruno deu lugar para Cachopa. Mas, nesse ponto da partida, a seleção estadunidense já se sentia à vontade e pouco errava. A seleção brasileira correu atrás no placar o tempo todo, mas com um ataque irregular, viu os Estados Unidos fecharem a parcial em 20 a 25 e o jogo em 3 sets a 1

O Brasil viajará para Sófia, na Bulgária, para a disputa da segunda semana da Liga das Nações de Vôlei. Os adversários nessa etapa serão Bulgária, Polônia, Sérvia e Irã.

Vôlei