PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Junior Cigano lesiona o ombro e perde em estreia na Eagle FC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

21/05/2022 12h52

A primeira luta de Junior Cigano fora do UFC não terminou do jeito que o brasileiro queria. Nesta sexta-feira (21), o ex-campeão dos pesados do Ultimate foi astro do duelo principal do Eagle FC, em Miami (EUA) ao lutar contra Yorgan de Castro, mas uma lesão acabou impedindo os planos de Cigano.

O combate era a estreia do brasileiro na organização, que pertence ao também ex-campeão do UFC Khabib Nurmagomedov. A atuação do peso-pesado foi elogiada por muitos, inclusive pelo atual agora chefe, nas redes sociais. Mas um lance no terceiro round acabou sendo determinante para a lesão.

Ao dar um soco em De Castro, o ombro de Cigano se deslocou e o lutador tentou colocá-lo de volta no lugar para evitar parar a luta. Mas a lesão se tornou forte ao ponto do árbitro interromper o combate e declarar vitória do lutador de Cabo Verde por nocaute técnico.

Durante a semana, foi discutida a possibilidade de Junior Cigano enfrentar o russo Fedor Emelianenko numa co-promoção entre a Eagle FC e o Bellator. Mesmo a lesão e a derrota do brasileiro não devem, segundo as palavras dos dirigentes envolvidos, mudar os planos de colocar as duas lendas em ação.

Foi a quinta derrota seguida de Cigano no MMA, que não vence desde março de 2019, quando derrotou Derrick Lewis por nocaute, ainda no Ultimate.

LEIA TAMBÉM

+ Dustin Poirier volta a afirmar que quer luta contra Nate Diaz: "Já aceitei o enfrentar duas vezes só em 2022"

Outros destaques do evento

O co-main event do Eagle FC também teve um brasileiro de longa história nas lutas, Thiago Alves. O ‘Pitbull’ encarou o cubano Hector Lombard. A luta foi bastante acirrada, com os dois lutadores trocando knockdowns nos primeiros rounds e protagonizando um duelo que incendiou a arena.

Mas o duelo também terminou de forma nada agradável. Depois do knockdown em Lombard, Thiago o atingiu com uma joelhada ilegal enquanto o cubano estava ainda no chão. Por conta do golpe e ao verificar que o atingido não tinha mais possibilidade de lutar, o combate foi encerrado em ‘no-contest’.

Mais quatro brasileiros participaram do Eagle FC desta semana, com duas vitórias e duas derrotas. Também por intermédio de lesão do rival (esta no joelho), Ronny Markes derrotou Reggie Peña enquanto Paulo Bello venceu Sean Soriano na decisão dividida dos juízes. Por outro lado, Gabriel Checco e Alexandre Capitão foram derrotados por, respectivamente, Andrew Sanchez e Roosevelt Roberts.

Futebol