PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pedrão avalia primeira temporada pelo Portimonense e bons números conseguidos

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/05/2022 10h17

Em seu primeiro ano com a camisa do Portimonense, de Portugal, o zagueiro Pedrão, ex-Palmeiras, tem muito a comemorar. Nesse sábado (14), o defensor entrou em campo diante do Marítimo, pela 34ª rodada do Campeonato Português, na vitória da equipe de Portimão por 1 a 0, fora de casa. Além da partida, que marcou o término da temporada no país lusitano, o atleta encerrou 2021/22 como jogador com melhor média de interceptação de passes pelo clube desde sua contratação.

Pedrão chegou ao Portimonense em agosto de 2021, emprestado pelo Palmeiras, após uma passagem de destaque pelo Nacional, clube também de Portugal. Com o destaque, o clube de Portimão adquiriu os direitos do atleta em fevereiro deste ano. Desde sua chegada, o zagueiro de 25 anos atuou em 28 das 34 partidas do Portimonense no Campeonato Português, totalizando 2501 minutos em campo.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Esse é o segundo maior número de jogos de um jogador de linha do clube, atrás apenas do lateral Moufi, que tem 31 jogos. Com o defensor em campo, a equipe não sofreu gol em oito partidas. Além disso, Pedrão foi o jogador com mais interceptações pela equipe portuguesa desde que chegou, com média de 1,9 por partida. Filipe Relvas, seu companheiro de zaga, é o segundo, com média de 1,7.

? Desde que voltei a Portugal, me senti muito bem. Os jogadores, a comissão técnica e os torcedores me ajudaram muito nesse processo de readaptação. Chegar em um time europeu e já assumir um papel tão importante, não é fácil. Pretendo manter a boa fase na próxima temporada e evoluir ainda mais. Vejo que evolui muito como atleta nestas duas temporadas e projeto ainda mais evolução nas próximas ? declarou Pedrão.

Nascido em São Paulo, o jogador teve como seu primeiro clube o Água Santa, aos 15 anos de idade. Na sequência, foi destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior, sendo promovido ao time profissional, em 2016. Pouco tempo depois, em 2017, o zagueiro transferiu-se ao Palmeiras, onde jogou durante três anos na base e até mesmo no time profissional. Em 2020, foi emprestado ao Nacional, de Portugal, onde jogou 31 partidas, até chegar ao Portimonense.

Futebol