PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com um a menos, Corinthians segura empate com o Boca Juniors na La Bombonera

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/05/2022 23h46

Corinthians consegue segurar empate mesmo com Cantillo expulso e empata em plena La Bombonera

O Corinthians empatou em 1 a 1 com o Boca Juniors na noite desta terça-feira (17), no estádio La Bombonera, em Buenos Aires. Du Queiroz abriu o placar para os visitantes, e Dario Benedetto empatou para os donos da casa ainda no primeiro tempo. Já na segunda etapa, uma confusão culminou na expulsão de Cantillo e Vitor Pereira, para o lado do Corinthians.

O resultado mantem o alvinegro na liderança do grupo E, com oito pontos conquistados. Já os Xeneizes seguem na segunda posição, com sete pontos até o momento.

Agora, o Timão se prepara para enfrentar o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Boca encara o Tigre pela final da Copa de La Liga.

Primeiro Tempo

Vitor Pereira seguiu aplicando o rodízio e escalou uma defesa com Róbson Bambu, João Victor e Raúl Gustavo. Dos 11 jogadores iniciais, 7 começaram a carreira nas categorias de base do Timão: JV, Raúl, Lucas Piton, Du Queiroz, Maycon, Willian e Jô, foram os escolhidos para começar o duelo.

A proposta inicial de sustentar a pressão do Boca foi bem sucedida. A equipe paulista não abdicou de atacar os argentinos, e no primeiro escanteio corintiano saiu o gol. Após batida do lado esquerdo, a zaga afastou mal e a bola sobrou para Du Queiroz mandar para o fundo do gol, de perna esquerda, mascado.

O Boca Juniors estava 5 jogos sem sofrer gols, a última equipe a marcar havia sido justamente o Corinthians, na vitória por 2 a 0, na Neo Química Arena.

Com a vantagem, a equipe alvinegra ficou mais a vontade e criou muitas dificuldades para os Xeneizes; a marcação alta na saída de bola dificultava a vida dos defensores da equipe mandante.

O Boca começou a gostar do jogo depois dos 26 minutos. Primeiro com Benedetto que recebeu na meia-lua, limpou a marcação e chutou por cima, e depois, Salvio recebeu lançamento da defesa e arrancou frente a frente com Cássio, mas Raúl Gustavo se recuperou e desarmou o atacante evitando o remate.

A pressão continuou e depois da desatenção entre Bambu e Cássio, o Boca recuperou e Salviou chutou, João Victor fez o bloqueio para escanteio e salvou o Timão.

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Estava maduro o gol da equipe argentina, e aconteceu. Benedetto, o aniversariante do dia, aproveitou cruzamento mal afastado por Raúl Gustavo e bateu cruzado para empatar o jogo. Time dominava a primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO

Timão voltou para a segunda etapa subindo a linha de marcação para evitar a troca de passes do adversário e parar a pressão do time da casa. Funcionou nos primeiros cinco minutos.

Com dificuldade para sair trocando passes, Raúl e Maycon erraram duas vezes a saída de bola, Salvio apareceu na frente de Cássio que salvou o Corinthians com uma grande defesa com a perna esquerda.

Vitor Pereira decidiu mudar a tática corintiana; equipe jogava no 5-2-3 e com as mudanças no segundo tempo, passou a jogar com uma linha de quatro na defesa, três no meio e três no ataque. Evitou a pressão adversária e conseguiu controlar temporariamente a posse de bola.

A arbitragem ficou completamente perdida na segunda parte. Cantillo foi expulso e Advíncula recebeu cartão amarelo, após todos os jogadores se envolverem em uma briga generalizada. Vitor Pereira invadiu o campo e também foi expulso. Depois de quase 10 minutos de paralização o jogo foi retomado.

Por incrível que pareça, o Corinthians sobreviveu nos 15 minutos seguintes melhor com 10 jogadores, do que com 11. Gil entrou no lugar de Piton para completar o ferrolho defensivo. A equipe paulista se segurava com tudo que tinha para segurar o empate.

Nos acréscimos, Salviou subiu sozinho, quase na pequena área, e cabeceou para fora. Inacreditável a chance perdida.

Mesmo com 7 minutos de acréscimo, o Timão foi bravo e segurou o empate até o minuto final. Com o resultado a equipe paulista se mantém na liderança com 8 pontos.

Corinthians depende exclusivamente das próprias forças para ser líder do grupo E. Para isso, basta vencer o Always Ready, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Futebol