PUBLICIDADE
Topo

Futebol

UEFA muda o modelo da Champions League a partir da temporada 2024-25

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

04/03/2022 19h45

Mesmo sendo a maior competição de clubes do mundo, que possui mais engajamento e prestígio profissional, a UEFA decidiu mudar o atual modelo da Champions League a partir da temporada 24-25, em um formato novo, seguindo o modelo norte-americano de competição: tabela de classificação e playoffs. Serão mais times, mais jogos e um tempo maior de competição.

+ Para saber tudo sobre Futebol Internacional, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

O novo formato da Champions será totalmente diferente do atual. Confira as mudanças promovidas pela entidade:

  • Aumento de 36 times na disputa (32 no modelo atual).
  • Aumento para 10 jogos disputados por time na fase de classificação – 5 jogos em casa e 5 jogos fora (6 jogos no modelo atual – 3 em casa e 3 fora).
  • Com mais times disputando e mais jogos, a competição terá o aumento de 100 jogos.
  • A classificação será apenas em uma tabela, iguais os modelos dos campeonatos nacionais de pontos corridos (modelo atual possui 8 grupos com quatro times cada, do grupo A ao H).
  • Com a alteração da classificação em formato de tabela, os 8 primeiros colocados avançam às oitavas de final. Do 9º ao 24º colocado, as equipes jogarão um mata-mata separado, em formato de playoffs, com um jogo na casa de cada time. Quem passar, avança às oitavas de final, completando as 16 equipes na fase final.

As mudanças da UEFA serão criticadas pelos que defendem o modelo original, disputado há anos. Outros apoiarão a mudança. Há especulações de que com a criação da Superliga entre os 12 clubes mais poderosos da Europa, que foi frustrada após uma grande repercussão negativa, a alteração no modelo da Champions League pode estar relacionado com a tentativa de mudar de qualquer jeito a forma de jogar futebol no antigo continente.

Os campeonatos norte-americanos de diversos esportes seguem esta linha de competição, e a UEFA pode ter se espelhado nessas competições para mudar o modelo da Champions. A MLS segue nesse estilo, assim como a NBA. A tentativa de alterar o estilo da competição pode proporcionar aos jogadores e aos fãs novas sensações, novos sentimentos; assim como mais riquezas à entidade e aos clubes pelo aumento de jogos, mais transmissões, além de o novo modelo gerar outras expectativas de como as equipes irão se portar e quem será o grande campeão da ‘nova Champions League’.

Futebol