PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos frustra a torcida e não dá boa largada no Campeonato Paulista em empate apático

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

27/01/2022 09h00

O Peixe voltou aos gramados para a temporada de 2022 na última quarta-feira, contra a Inter de Limeira, pelo primeiro jogo da trajetória rumo à taça do Campeonato Paulista. Entretanto, a partida não foi nada animadora: com uma partida pouco criativa e a expulsão de Gabriel Pirani no fim do primeiro tempo, o placar 0 a 0 foi um saldo positivo para a equipe alvinegra.

Quer ficar por dentro de tudo sobre a Santos? Então siga o Esporte News Mundo no TWITTERINSTAGRAM e FACEBOOK. E não se esqueça de se inscrever no nosso canal no YOUTUBE!

A primeira etapa foi dominada pelo time da casa, mesmo que o lance de maior perigo tenha acontecido apenas aos 26' de jogo. O VAR interferiu após uma entrada brusca de Pirani e, ao revisar a jogada, o árbitro Vinícius Gonçalves levantou o cartão vermelho para o meia. Com um a menos, o Peixe até pareceu reagir durante os primeiros minutos do segundo tempo, entretanto, o gás não durou muito e a Inter voltou a levar perigo ao gol de João Paulo, que salvou o que poderia ter sido uma derrota significativa à sua equipe.

O primeiríssimo jogo de 2022 do Santos deixou um gosto amargo na boca do torcedor: após uma temporada cheia de tropeços e uma luta nada breve contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, esperava-se uma nova cara ao time, com mais competitividade e criatividade, como prometeu a diretoria no fim de 2021. Entretanto, pouco se viu desse suposto potencial para a nova fase alvinegra.

Com muitos desfalques – incluindo do técnico Fábio Carille, que testou positivo para covid-19 e segue cumprindo isolamento – a estreia da temporada do Peixe foi um tanto frustrante para a torcida da equipe da Vila Belmiro. Em conversa com o portal Esporte News Mundo, torcedores expressaram suas expectativas para o ano do Santos ao longo das competições:

A temporada de 2022 se inicia com uma mistura de esperança e temor, pelas possíveis saídas de grandes jogadores do Santos. Marinho, nossa referência técnica e espiritual, já deixou claro o sentimento de cansaço, com as críticas da torcida santista, e desejo por novos rumos na carreira. Também é normal temer a saída de jovens promissores em busca de oportunidades fora do Brasil. O trabalho do técnico, ainda sob construção, a crise financeira enfrentada pela gestão Rueda e o nível de competitividade dos rivais estaduais cada vez maior, são alertas para que o Santista não espere uma temporada de muitas glórias. Porém, sempre há esperança: os Meninos da Vila. Ângelo, Kayke, Sandry, Marcos Leonardo, João Paulo e a base finalista da Copinha. Mais um ano totalmente atípico para o torcedor do Peixe, mas são de anos como esse que vivemos e criamos histórias, como em 2002 e, claro, 2010. – Marcus Vinícius, 22 anos.

Futebol