PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Enderson Moreira lamenta empate diante do Boavista, mas ressalta: 'Tentamos dar ofensividade"

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

26/01/2022 00h36

Após o empate por 1 a 1 do Botafogo diante do Boavista, na noite desta terça-feira (25), no Nilton Santos, o técnico Enderson Moreira, concedeu a entrevista coletiva. O treinador ressaltou que a equipe saiu insatisfeita com empate mesmo propondo ofensividade na partida.

+ Para se ligar nas notícias do Botafogo, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Ao ser questionado sobre as substituições e por manter jogadores específicos até o final da partida, o treinador disse:

Eu acho que a gente tem que está atento, a gente não pode desguarnecer o time de qualquer forma, e o que é um empate pode virar uma derrota. E sem dúvidas nenhuma é muito ser pior. A gente já está insatisfeito com o empate, imagina se a gente estivesse perdido. Eu acho que eu tentei fazer as modificações possíveis sem mudar muito, sem deixar o time muito vulnerável e mesmo assim a gente ainda sofre algum risco, mas eu tentei dar estabilidade, tentar ofensividade ou com outras peças, sem perder essa estabilidade – disse.

O comandante aproveitou para acrescentar os pontos positivos que teve na partida:

Eu acho que a gente teve algumas coisas interessantes, nós criamos boas oportunidades principalmente no primeiro tempo e tivemos um controle melhor do jogo. A gente conseguiu chegar ao fundo com algumas jogadas boas e boas finalizações, e no segundo tempo o jogo caiu para ambas as equipes. Fisicamente, a gente talvez não tenha conseguido manter o mesmo ritmo que é extremamente natural. Pois estamos começando o início de uma temporada.

Sobre o Rafael:

O Rafael foi para o hospital fazer alguns exames para que possamos ter certeza do que aconteceu. Claro que preocupa, ele é um jogador muito forte e não seria qualquer coisinha para ele se ausentar do jogo. É uma situação que precisamos avaliar bem para termos uma noção melhor.

Por fim, o técnico falou sobre os jogadores sub-20 no duelo:

São jogadores que têm grande qualidade, mas não podemos dar grandes responsabilidades para eles. É um processo gradativo. Olhamos um jogo do Sub-20 e achamos que o jogador já tem capacidade de jogar no profissional. É diferente. Os jogadores que conseguem são excessões, não é a regra. Eu trabalhei com base durante muitos e muitos anos. Às vezes o jogador tem bons treinamentos, ou vai bem no sub-20, e não consegue ir bem no profissional – finalizou.

+ Para se ligar nas notícias do Botafogo, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo (30), diante do Bangu, às 16h, no Nilton Santos, pela Taça Guanabara.

Futebol