PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Petraglia fala sobre conversas com Marlos e Pablo; "o pensamento da vida dele é voltar pra casa"

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

24/01/2022 19h51

Além de apresentar de forma oficial os novos membros do departamento de futebol do Athletico, o presidente do Athletico, Mário Celso Petraglia, também falou sobre as movimentações de mercado, na reta final da coletiva que ocorreu na tarde desta segunda-feira (24). Petraglia explicou a não apresentação de proposta para o meia-atacante Marlos e sobre as negociações com o atacante do São Paulo Pablo.

+ Athletico anuncia profissionais para a gestão do futebol; entenda a como o departamento funciona

Sobre as conversas com Marlos, Petraglia afirmou que recebe muitas mensagens e que muitos nomes passam pelo radar do Athletico, mas que qualquer negociação só ocorre com a aprovação da equipe técnica de análise do Furacão. O presidente afirmou que dentro do sistema do Athletico, a negociação não se encaixou e por isso não houve proposta. 

– Eu recebo, sem mentira nenhuma, dezenas de ofertas de atletas. Eu passava para o Willian, agora passo para o Alexandre. O Marlos, logo que voltou, recebemos a oferta que ele gostaria de jogar no Athletico. Nós temos uma política de contratação conjunta, uniforme da decisão da contratação ou não do jogador. E esse grupo que decide, comunicou que esse atleta não tem condições dentro do jogo, da sistemática do Athletico este ano, ele não somaria. Por isso, não foi feita oferta.

Para saber tudo do Athletico, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram  e no Facebook.

Outro nome no mercado, que interessa o Athletico, é do atacante Pablo, que deixou o Furacão no final de 2018. Sobre a situação de Pablo, Petraglia afirmou que o jogador quer jogar na equipe e que assim que conseguir a rescisão com o São Paulo, irá negociar para que ocorra o retorno do atacante.

– Sobre o Pablo, é um menino formado em casa, temos um carinho muito grande. Nos deu muito lucro. É um jogador que nosso grupo aprovou. Se ele tiver a oportunidade de ficar livre no mercado, de sair do São Paulo com a rescisão, temos interesse. Ele recusou Santos, Ceará e disse que queria pensar na vida dele e o pensamento da vida dele é voltar para casa. Se houver a rescisão do São Paulo, não sei como anda essa situação, mas ele volta pra casa. 

Futebol