PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'A gente quer voltar a ganhar títulos', diz vice-presidente do Vasco sobre criação da SAF

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

21/01/2022 19h30

Em meio aos estudos para a constituição da SAF do Vasco, o clube promoveu uma “live” na “Vasco TV” para esclarecer alguns pontos sobre o projeto para os torcedores. Nas transmissão, o 2º vice-presidente geral Roberto Duque Estrada e o VP Jurídico Zeca Bulhões falaram sobre as motivações, os estudos e quais modelos de SAF podem ser adotadas pelo clube. Para Duque Estrada, a criação da Sociedade Anônima do Futebol é a única saída para o Cruz-Maltino voltar a ter times competitivos.

– O Vasco tem que estar na frente do tempo, sempre foi um clube que andou a frente do seu tempo e ter uma SAF apta a receber investimentos vai botar o Vasco mais uma vez a frente do seu tempo. Se você olhar, nós somos o clube com maior potencial de recepção de investimento nesse momento aqui no Brasil, daqueles que se manifestaram, por todas essas características. O Vasco tem uma torcida enorme, engajada, história maravilhosa, é um vencedor – afirmou Duque Estrada, antes de completar:

– E o que a gente quer é voltar a ganhar títulos. E, para isso, temos que formar bons times, com recursos financeiros e a melhor forma de captar esses recursos hoje, eu não tenho dúvida, é adotar o modelo de SAF com essas inúmeras fontes de financiamento que ela oportuniza.

+Vasco é consultado por investidor estrangeiro que comanda clube italiano para compra da SAF

+ Nenê, aos 40 anos, pode ser o protagonista do Vasco em 2022?

Diferente da ideia inicial do Vasco, de manter 100% do controle da SAF com o clube, apenas recebendo o investimento externo, agora a diretoria já abre a possibilidade de vender a administração do futebol do clube para investidores.

– Cabe aos sócios do clube decidir o modelo e a forma de financiamento da atividade. A SAF gera muitas oportunidades livres de dívidas, que serão organizadas para pagamento de forma organizada. Vai assegurar o pagamento das dívidas. O futebol requer muito dinheiro. O modelo jurídico do clube tem que estar preparado para suportar esses custos. Particularmente, vejo com bons olhos esse movimento de profissionalização dos clubes. Isso facilitaria a criação de uma liga. Como torcedor vascaíno, lembro muito bem que a última vez que o Vasco se abriu a investimento externo ganhou a Libertadores, o Brasileiro, a Copa Mercosul e o Carioca. Isso mostra que o investimento externo pode trazer vantagem para todos os envolvidos – disse o VP Jurídico Zeca Bulhões.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

O Vasco iniciou os estudos para a constituição da SAF no fim de 2021. A expectativa do clube é ter o projeto pronto para ser votado no Conselho Deliberativo entre fevereiro e março.

Futebol