PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Djokovic deverá se vacinar para jogar Roland Garros, diz governo francês

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/01/2022 16h07

Problemas à vista para Novak Djokovic. O número um do ranking da ATP poderá não jogar em Roland Garros caso não apresente o comprovante de vacinação contra COVID-19. No domingo (16), o parlamento francês aprovou lei que exige o certificado da vacina para circulação em locais públicos, inclusive estádios e ginásios esportivos.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook.

Nesta segunda-feira (17), a Ministra do Esporte da França, Roxana Marcaineanu, afirmou que não haverá abertura para exceções.

“O certificado de vacinação foi adotado. Assim que a lei for promulgada, será obrigatório apresentá-lo para entrar em locais públicos já sujeitos ao passe (estádio ou teatro) e valerá para todos os espectadores, atletas e funcionários franceses ou estrangeiros”, escreveu.

Djokovic teve seu visto anulado pela segunda vez pela justiça australiana por não justificar a isenção de vacinação contra a COVID-19 e foi impedido de disputar o Australian Open.

Pelas leis de imigração da Austrália, Djokovic não poderia voltar ao país pelos próximos três anos após ter seu visto cancelado. O Primeiro-Ministro, Scott Morrison, porém, afirma que o sérvio, de 34 anos, poderia ser autorizado a voltar sob "as circunstâncias certas".

Futebol