PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ariane Lipski revela data de nova luta e sua evolução no UFC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

06/12/2021 12h36

Ariane Lipski é uma das grandes revelações do MMA brasileiro. A lutadora de 27 anos está com compromisso marcado para março e tenta buscar sua quarta vitória no UFC. A brasileira, que viveu um momento de adaptação no maior evento do mundo, conversou com Esporte News Mundo sobre seu futuro.

Ariane comentou sobre seu futuro no UFC e, segundo a lutadora brasileira, seu próximo compromisso no primeiro semestre do ano que vem, Lipski demonstrou otimismo com o novo confronto.

– Eu já tenho uma luta marcada, mas acabamos de assinar o contrato e preciso esperar o UFC para divulgar, mas posso adiantar que será em março do ano que vem. Mal posso esperar pela oportunidade de subir no cage e mostrar tudo que venho evoluindo no meu jogo ? afirmou a brasileira.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Ariane é uma das lutadoras mais frequentes do UFC. Em três anos no maior evento do mundo, a brasileira já realizou sete lutas. Sabendo dessa realidade, a lutadora de Curitiba falou das sequência necessária para chegar no Top 15

– É difícil dizer exatamente um número de lutas, porque isso depende da organização do UFC, mas eu acredito que duas boas vitórias podem me colocar no top 15, no momento estou mais pensando em conseguir uma boa sequência de vitórias e consolidar cada vez mais a minha carreira, o ranking será uma consequência disso – disse Ariane.

A lutadora é uma das maiores strikes ativas no MMA atual. Com vitórias avassaladoras por nocaute, Lipski sofria com a sua defesa de quedas. Entretanto no confronto contra Mandy Bohm a evolução da defesa de quedas foi o ponto chave para vitória.

– Minha evolução no MMA tem sido constante; com a nossa mudança para a ATT, tenho muito mais material humano aqui para que eu possa praticar e aperfeiçoar tudo que tem sido ensinado para mim a muito tempo pelo meu treinador Renato Silva, agora com o aperfeiçoamento do meu wrestling na ATT, me sinto cada vez mais à vontade para mostrar o meu striker que é minha especialidade - observou Ariane, que seguiu comentando sobre seu processo de evolução

– A Mandy Bohn é uma atleta que entrou no UFC invicta dona de um cinturão na Europa e de uma vitória no Bellator, então estou feliz com o meu desempenho desta luta. Eu optei por fazer uma luta mais segura, mostrando mais maturidade no meu jogo e sem pressa para nocautear, porém tentei finalizar a luta quando tive a oportunidade, mas ela conseguiu se defender, mérito da Mandy que conseguiu se manter ativa na dificuldade mostrando muito coração na hora no momento crítico, mas os ajustes estão sendo feitos e para as próximas lutas espero não deixar escapar a possibilidade de acabar com a luta quando a oportunidade aparecer - frisou Lipski.

A brasileira seguiu comentando sobre seu futuro na organização e disse que não quer escolher nomes específicos da categoria. “Meu foco é na minha próxima luta eu não fico mirando um nome em especial, vou dando um passo de cada vez, mas se for para pensar em alguém vou sempre ter em mente quem está com o cinturão, claro que isso tudo na hora certa, pois essa é a meta dentro do UFC, no momento em que eu estiver preparada quero alcançar a melhor posição possível dentro da minha categoria”, finalizou Lipski .

Futebol