PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Situação contratual de Eduardo Coudet no Celta de Vigo diminui probabilidade de retorno ao Internacional

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

30/11/2021 08h00

Com a temporada de 2021 chegado ao fim, os clubes brasileiros já começam a pensar no ano seguinte. No Internacional, inclusive, já começaram as especulações em relação a um novo treinador, já que é alta a possibilidade de Diego Aguirre não seguir no comando do colorado, seja por opção do clube ou por uma proposta para assumir a Seleção do Uruguai.

Apesar de oficialmente o Internacional não falar sobre o assunto, alguns nomes interessam a direção e, de acordo com o jornalista Lennon Haas, um antigo comandante será o alvo da direção. Amigo pessoal de Alessandro Barcellos, Eduardo Coudet, atualmente no Celta de Vigo, é o “ficha um” para reassumir o Colorado em 2022, mas alguns fatores dificultam um possível retorno.

O primeiro ponto, e mais importante, é a questão contratual de Eduardo Coudet com o Celta de Vigo, da Espanha. Com vínculo até o meio de 2024, o treinador deve permanecer na Espanha enquanto não for demitido. Isso porque, a multa para rescisão contratual, que o Internacional precisaria pagar, está na casa dos 12 milhões de euros, aproximadamente R$ 75 milhões, algo completamente inviável para o Colorado.

Para saber tudo sobre o Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

As apostas do Internacional para tentar o retorno, todavia, são duas. A primeira delas seria a demissão de Eduardo Coudet no Celta. Em uma fase ruim no campeonato espanhol, na 13ª colocação, o técnico argentino já começa a sofrer contestações. Além disso, teve um pequeno desentendimento com membros da diretoria, após ter negado um pedido para redução dos preços dos ingressos, buscando colocar mais gente no estádio.

Já a segunda aposta do Internacional, para tentar o retorno de Eduardo Coudet, é o bom relacionamento. Apesar de uma saída em 2020 que desagradou parte da torcida, ter colocado o time na liderança do Brasileirão ainda o faz ter muitos fãs. Além disso, é amigo pessoal e conversa constantemente com o presidente Alessandro Barcellos e, também, com Taison. Isso poderia ser usado para tentar convencer o profissional a retornar ao Beira-Rio, mas tudo depende de uma liberação gratuita, e bastante improvável, do Celta de Vigo.

Futebol