PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lenda do MMA, 'Rampage' Jackson diz não a Hall da Fama do UFC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

30/11/2021 20h52

O Hall da Fama do UFC tem ganho diversos membros desde sua abertura por parte do Ultimate, com muitas das grandes estrelas que passaram pelo octógono sendo homenageadas. Mas há outros que nem desejam saber de tais condecorações.

Este é o caso de Quinton ‘Rampage’ Jackson. Uma das grandes lendas do MMA, com muito sucesso dentro do Ultimate, do Pride e outras organizações, o ex-lutador foi perguntado sobre o assunto em participação no ‘The MMAHour’ e decidiu abusar da sinceridade, afirmando que não tem interesse algum em ser membro do Hall por conta de algumas coisas que não tem apreciação dentro do Ultimate.

– Não aceitaria, eles (UFC) que se f…. Não luto por nenhum Hall da Fama. O que a gente ganha estando lá? Me homenageie com o cheque!. Não somos como os jogadores de beisebol ou futebol americano. A gente não recebe pensão nem nada do tempo. Esses caras entram no Hall da Fama e tem pensões e toda essa m…. Me homenageie com um cheque – disparou ‘Rampage’.

– Sofri muitas lesões ganhando dinheiro para o UFC, vendi pay per view e ingressos. Por que eu me importaria com a p… do Hall da Fama? Não lutei para ser famoso – completou.

LEIA TAMBÉM

+ Conor McGregor fala em 'ser paciente' com retorno ao octógono: "Estamos chegando lá"

A relação de ‘Rampage e Ultimate nunca foi das melhores na várias passagens do lutador pela organização, com muitas críticas do lutador a diversas práticas da entidade, como a de cobrar taxas por exibição de patrocinadores e até mesmo disse ter sido boicotado depois de sua participação do filme ‘Esquadrão Classe A’.

– Não sei se devo dizer isso, acho que serei processado, mas dane-se. Tudo o que posso dizer é que, depois que fiz o filme, muitas organizações dificultaram muita minhas tentativas de fazer filmes. Posso dizer que assinei contrato com uma das maiores organizações de Hollywood e não fizeram m… nenhuma por mim. Achei que foi de propósito. Quero dizer, sei que foi de propósito, porque agora eles são donos do UFC – contou, referindo-se a Endeavor, que controla atualmente a organização.

Futebol