PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bi da Libertadores eleva Abel Ferreira ao posto de maior treinador da história do Palmeiras

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

27/11/2021 19h45

Há pouco mais de um ano no comando do Palmeiras, Abel Ferreira já pode ser considerado o maior treinador da história alviverde. Com o título da Libertadores neste sábado (27), o treinador português levantou a terceira taça pelo Verdão – e a segunda do principal torneio das Américas – além de colecionar aparições em finais.

Desconhecido em território brasileiro antes de assumir o Palmeiras em novembro de 2020, Abel Ferreira chegou ao clube com a difícil missão de substituir um dos maiores ídolos da história palmeirense: Vanderlei Luxemburgo.

Sem nenhum título em sua carreira até então, Abel Ferreira foi contestado por parte da torcida desde o início. Todavia, apenas dois meses após assumir o comando da equipe, o lusitano conquistou a Libertadores – a primeira do Palmeiras desde 1999 – e ganhou o torcedor. Em março veio o segundo título, com o triunfo sobre o Grêmio na final da Copa do Brasil.

Os títulos pararam por aí, mas Abel ainda guiou a equipe palmeirense as finais do Campeonato Paulista, Recopa Sul-americana e Supercopa, além da decisão deste sábado. Isso tudo sem completar 100 jogos no comando do Palmeiras.

Assumir que Abel é o maior treinador da história palmeirense é uma missão espinhosa. Alguns técnicos tiveram aproveitamento superior ao do português. Outros possuem mais títulos, como Luxemburgo (nove) e Osvaldo Brandão (sete). No entanto, quem mais se aproxima do português são Luiz Felipe Scolari, vencedor da primeira Libertadores da história do clube e Ventura Cambón, comandante da equipe na Copa Rio Internacional, em 1951.

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

O que difere Abel da concorrência é a grandeza de seus títulos. Em 2020 assumiu um Palmeiras em crise com Luxemburgo e transformou numa máquina de vencer jogos, culminando na apoteótica vitória sobre o Santos na final. Neste ano, mesmo criticado pelo futebol apresentado dentro de campo, guiou o Palmeiras ao título com apenas uma derrota na Libertadores.

Agora, só falta o Mundial de Clubes para que Abel possa ser considerado, sem sombras de dúvidas, o maior treinador da história do Verdão. E, após a campanha ruim no último torneio, o português deve estar sedento para deixar uma nova impressão e conquistar seu quarto título pelo Palmeiras.

Futebol