PUBLICIDADE
Topo

Goiás

Goiás recorrerá ao STJD após ato homofóbico de torcedores do Remo

Atacante Nicolas, do Goiás - Divulgação/Assessoria Goiás
Atacante Nicolas, do Goiás Imagem: Divulgação/Assessoria Goiás

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

16/11/2021 16h55

Na partida da última segunda-feira entre Goiás e Remo no Estádio Baenão, após o atacante Nicolas ser substituído, parte da torcida paraense proferiu ofensas de cunho homofóbico. Diante disso, o Esmeraldino entrará com notícia-crime junto ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O Goiás venceu o Remo por 1 a 0 e ficou próximo ao acesso à Série A, e a equipe paraense se complicou ainda mais na luta contra o rebaixamento.

O atacante Nicolas defendeu as cores do Paysandu, maior rival do Remo, jogando 15 clássicos marcando oito gols, no primeiro turno o atacante deixou seu gol contra o Remo no empate por 1 a 1 na Serrinha.

O Remo se posicionou através de nota, confira;

"O Clube do Remo lamenta e repudia qualquer canto ou manifestação de caráter homofóbico por parte de alguns de seus torcedores na partida da última segunda-feira (15), diante do Goiás, no Banpará Baenão.

O clube manifesta seu pedido de desculpas ao atleta Nicolas, a equipe do Goiás e a todos que se sentiram ofendidos por este lamentável comportamento.

Reiteramos nosso repúdio a quaisquer gestos de preconceito e reforçamos que, a diretoria azulina realiza nas redes sociais e estádio campanhas contra a homofobia e no combate a qualquer tipo de discriminação."

Confira abaixo a nota do Goiás e o vídeo onde mostram as ofensas ao atacante Nicolas

Goiás