PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Fan Token do São Paulo arrecada mais de R$ 9 milhões no lançamento

Parte da torcida do São Paulo se aglomera em setor do Morumbi - Ettore Chiereguini/AGIF
Parte da torcida do São Paulo se aglomera em setor do Morumbi Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

13/11/2021 13h34

A plataforma Socios.com lançou na última terça-feira, 9 de novembro, o $SPFC, Fan Token do São Paulo e as 850 mil unidades disponíveis foram esgotadas pela torcida em apenas duas horas. O valor total arrecadado foi de 1,7 milhão de dólares (cerca de R$ 9,3 milhões na cotação atual).

Seguindo os passos de Corinthians, Atlético-MG e Flamengo, o tricolor paulista também entrou na parceria com a Socios.com e a Chiliz para ter um criptoativo próprio para a sua torcida e a moeda digital foi lançada com o preço de 2 dólares, em torno de R$ 11. Apesar dos detalhes não serem divulgados, o acordo deve seguir o padrão especulado nos anteriores e o valor total deve ser dividido em duas partes iguais, entre clube e plataforma de vendas, gerando ao São Paulo, em um primeiro momento, 850 mil dólares (aproximadamente R$ 4,65 milhões).

Com o Fan Token, o torcedor são-paulino poderá participar de votações, prêmios e experiências exclusivas do clube. Apesar da similaridade em benefícios com o Sócio-Torcedor, o processo do resgate pelo criptoativo é diferente e cada ação está relacionada a um certo número de tokens.

Por exemplo, na primeira delas, o detentor do ativo pode votar nas frases que serão exibidas no anel superior do estádio do Morumbi. São 16 frases, em quatro votações distintas e o torcedor só pode votar em uma por enquete, sendo assim, escolherá quatro. Todos que têm pelo menos um token podem participar e após votar, o token continua com o torcedor. No entanto, outras ações podem ser exclusivas para pessoas com mais unidades da moeda digital ou podem permitir o uso de mais de um $SPFC no evento, ou seja, quanto mais tokens, mais ações você desbloqueia, quando elas forem disponibilizadas.

A Socios.com e o São Paulo já informaram que o $SPFC voltará para a plataforma na terça-feira, dia 16 de novembro, provavelmente para a comercialização de um novo lote. Além disso, futuramente o Token também entrará no mercado secundário e poderá ser comprado por outros torcedores, que não conseguiram adquirir o ativo no lançamento ou no segundo lote. No mercado secundário, os torcedores que já compraram podem comprar mais ou vender seus criptoativos para outros fãs, no entanto, o valor irá variar de acordo com a demanda.

O token do Flamengo, por exemplo, que também teve abertura por aproximadamente R$ 11, já teve máxima de R$ 24 nas últimas semanas, mas hoje é negociado a R$ 17, assim como o do Galo, que está sendo negociado por cerca de R$ 15, porém o do Corinthians desvalorizou e é atualmente vendido na plataforma Mercado Bitcoin por cerca de R$ 7. Em outros casos, tokens como o do PSG são bem valorizados e as variações muito maiores, o ativo digital do time parisiense já chegou a custar R$ 155 há cerca de duas semanas e hoje é negociado a R$ 115. É importante lembrar que essas mudanças também podem seguir de acordo com a variação da cotação cambial entre o real e o dólar*.

Apesar dessa dinâmica, o Fan Token não é visto como um investimento financeiro por parte de alguns especialistas e sim um mecanismo de aproximação entre torcedores e clubes, um item digital que potencializa a interação do fã com a equipe.

*Variações dos valores dos Fan Tokens de acordo com a plataforma Mercado Bitcoin, no sábado, 13 de novembro de 2021. às 13h

São Paulo