PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com presença de dirigentes e ex-jogadores, Júnior lança livro sobre os títulos do Carioca de 91 e Brasileiro de 92: 'Os mais importantes do meu final de carreira'

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

27/10/2021 01h17

Na noite desta terça-feira (26), o livro "Maestro", escrito pelo ex-jogador Júnior em parceria com Maurício Neves, foi lançado na loja oficial do Flamengo, na Gávea. O edital traz o dia a dia e os bastidores das conquistas do Carioca de 91 e do Brasileiro de 92, dois dos vários títulos conquistados pelo ídolo rubro-negro. Com a presença de importantes personagens do mundo da bola e de membros da atual diretoria rubro-negra, o "capacete", como é conhecido, tirou fotos e distribuiu autógrafos por quase quatro horas.

+ Venda de ingressos para setores de Flamengo e Palmeiras na final da Libertadores será simultânea e começará 'em breve', revela dirigente rubro-negro

+ Flamengo x Athletico-PR: prováveis escalações, onde assistir, arbitragem e palpites

Em entrevista concedida ao Esporte News Mundo, Júnior comentou sobre o livro e a oportunidade de torcedores de gerações mais jovens conhecerem sobre as conquistas:

– Esse livro já está concebido tem quatro anos, nele constam cronologicamente todas as partidas do Campeonato Carioca de 91 e do Campeonato Brasileiro de 92, com comentários meus e do Maurício Neves, que foi o grande idealizador do livro. Acho que principalmente a geração que não teve oportunidade de acompanhar a trinta anos atrás não só a minha carreira como também esses títulos, vão ter porque são histórias bastante interessantes e um pouquinho mais de conhecimento daqueles que foram protagonistas dentro dessas duas campanhas.

Júnior distribui autógrafos e tira fotos com convidados no lançamento do livro “Maestro”

Júnior ainda revelou o motivo pela escolha de escrever sobre os dois títulos:

– Pra mim foi a cereja na torta, eu digo sempre. Estar junto com a geração de jogadores excepcionais e principalmente os jovens que tinham sido campeões da Copa São Paulo, posteriormente conquistaram os títulos em 91 e 92. Foram os títulos mais importantes do meu final de carreira, eu já não tinha mais nenhum companheiro daquela época de ouro do Flamengo de 78 a 83, eu era o único remanescente daquela equipe e naturalmente isso pra mim tem uma importância muito grande - afirmou Júnior ao ENM.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Braz e Landim marcaram presença durante o evento

O evento também contou com a presença de membros da diretoria do Flamengo. Marcos Braz, Rodolfo Landim e Rodrigo Dunshee foram até a sede da Gávea prestigiar Júnior. O presidente Landim, em entrevista para o Esporte News Mundo, ressaltou a importância de Júnior na história do clube e se diz "devedor" pelas alegrias que o ex-jogador já deu para a torcida rubro-negra.

– Estou muito feliz de poder estar aqui participando de um evento desse que é um grande ídolo rubro-negro, é o jogador que mais vestiu a camisa do Flamengo. Acho que o Flamengo deve muito ao Júnior por tudo que ele fez e eu como rubro-negro fico muito devedor dele por todas as alegrias que ele acabou me dando ao longo da minha vida.

Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, rasgou elogios a Júnior e comentou sobre sua relação com o ex-jogador:

– Vim aqui prestigiar o Júnior, nosso ídolo campeão do mundo e grande craque do Flamengo. Ele foi jogador na época em que meu pai era presidente, então desenvolvi uma amizade com ele, o Júnior é um cara diferenciado, tem um caráter enorme. Só tenho elogios para ele, é um cara nota mil - disse o dirigente rubro-negro ao ENM.

Além da diretoria, alguns ex-jogadores e amigos pessoais de Júnior também estiveram presentes. Roberto Dinamite, Tita, Djalminha, Paulo Nunes, Roger Flores e Arnaldo Cezar Coelho, participaram do evento.

Dinamite, ídolo do Vasco, comentou sobre sua amizade com Júnior e parabenizou-o:

– Sempre bom prestigiar os amigos que nós conseguimos conquistar dentro do futebol, e o Júnior é um deles. Uma pessoa que eu tenho o maior carinho e respeito, então é dar os parabéns e espero que o livro possa retratar tudo aquilo que ele foi como jogador e como pessoa - disse o ex-jogador ao ENM.

Tita, companheiro de Júnior nos anos de ouro, compartilhou com o Esporte News Mundo o sentimento de estar presente no evento:

– Uma alegria, um prazer, o Júnior é um cara de um carinho, uma educação, uma atenção impressionante e eu não poderia faltar de vir aqui pra dar um abraço nele e dar os parabéns. Ele tem muita história pra contar e eu tô doido pra ler esse livro e saber o que ele colocou, sei que o trabalho do Marcos nas caricaturas está super maneiro e eu espero curtir bastante esse livro - afirmou o ídolo rubro-negro ao ENM.

Futebol