PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem acordo com o Chelsea, Christensen deve ficar livre em janeiro, diz site

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

25/10/2021 14h20

O zagueiro dinamarquês Andreas Christensen tem contrato com o Chelsea até junho de 2022, mas ainda não chegou a um acordo com o clube londrino para a ampliação desse vínculo. Desta maneira, o defensor deve ficar livre no mercado para assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir de janeiro. Embora as negociações entre o jogador e o Chelsea estejam em andamento, o site “Goal” informou que ainda existem pendências a serem concluídas, principalmente na parte financeira.

Christensen é considerado um jogador importante para a equipe de Thomas Tuchel e já participou de dez partidas na atual temporada, sendo a grande maioria como titular. O grande problema para a renovação no momento é a diferença nos valores pedidos pelo atleta e aqueles oferecidos pelo Chelsea. Embora Christensen seja considerado um jogador importante e haja necessidade de uma renovação imediata, o clube não quer ultrapassar um teto de gastos que foi estabelecido.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Por outro lado, os agentes do jogador acreditam que ele merece um aumento salarial, além de bonificações para renovar o vínculo, já que vem vivendo um bom momento na equipe do Chelsea. Sem superar o limite que foi imposto, Christensen continuará sendo um dos jogadores de menor salário no elenco, mesmo tendo uma certa importância para o técnico Thomas Tuchel.

Ainda de acordo com o “Goal”, o desejo de Christensen é permanecer jogando no Chelsea, mas se os valores não forem equiparados, ele poderá optar pela saída. Inicialmente lhe foi oferecido uma renovação por uma temporada, mas, com o aval de Tuchel, a diretoria do Chelsea já planeja uma ampliação do vínculo por mais quatro temporadas e com possibilidade de uma quinta. Mesmo com um contrato mais longo, os vencimentos do defensor seguiriam abaixo daqueles praticados para os jogadores mais importantes do elenco.

Mesmo que Christensen seja considerado um dos principais zagueiros da Premier League, o Chelsea trabalha com outras possibilidades, além de ter renovações a serem concluídas. A diretoria tem dado andamento nas negociações que envolvem as ampliações dos vínculos de Chalobah e Rudiger. Além disso, o Chelsea monitora o mercado e pode investir nas contratações de Matthijs De Ligt, da Juventus e Jules Koundé, do Sevilla.

Futebol