PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Borrachinha 'ignora' Dana White e diz que voltará a lutar no peso-médio

Marvin Vettori vence Paulo Costa, o Borrachinha, no UFC Vegas 41 - Reprodução/Instagram
Marvin Vettori vence Paulo Costa, o Borrachinha, no UFC Vegas 41 Imagem: Reprodução/Instagram

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

25/10/2021 13h59

Dana White disse após a luta entre Paulo Borrachinha e Marvin Vettori que o brasileiro fará sua próxima luta pela organização nos meio-pesados. Mas o mineiro não está tão disposto a seguir as palavras de seu patrão.

Na coletiva pós-luta, o brasileiro até admitiu que a chance de lutar de novo nos 93kg pode acontecer, mas primeiro quer voltar ao peso-médio, onde sempre lutou até este final de semana no UFC, e quer provar que pode bater sem problema os 84kg desta divisão.

"Eu poderia lutar nos 93kg, mas acho que irei descer de novo para os 84kg, tentar o cinturão e depois mudar. Eu posso lutar à qualquer hora nos 93kg, mas se eu posso bater 84kg, por que não? Me sinto saudável, mas preciso fazer muita dieta, não aproveito a vida, é só salada o tempo todo. Não é engraçado, é muito treino e muito estresse. Preciso colocar isso na balança para ver se isso vale à pena", afirmou Borrachinha, que disse que uma lesão no bíceps teria atrapalhado na obtenção do peso.

"Não consegui chegar mais leve porque não consegui treinar como eu deveria. Fiquei três semanas sem treinar e por isso não pude bater o peso. Mas nunca deixei de bater o peso antes. O único problema é que perdi a luta, então vai parecer que estou dando desculpa. Não tenho desculpa para nada. Fiz um bom trabalho lá e o Marvin também", completou.

Apesar de todos os problemas, Borrachinha fez uma luta bastante acirrada com Vettori e acabou sendo derrotado. No entanto, na visão do brasileiro, a performance poderia ter lhe dado a chance de ter vencido se não fosse um ponto tirado pelo árbitro Jason Herzog por ter colocado o dedo no olho do italiano.

"Realmente, acho que venci a luta. O árbitro é muito bom, mas eu não entendi o porquê dele ter tirado um ponto logo na primeira interrupção. Não entendi isso. Estou desapontado porque acho que venci, mas o Marvin fez um bom trabalho. Estive perto de nocautear, mas o Marvin é um cara muito duro e me surpreendeu. Ele sentiu, conseguiu se recuperar na luta e não consegui o nocautear", afirmou o mineiro.

MMA