PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Homenageado do dia, Réver fala sobre sua noite histórica pelo Atlético-MG: 'É algo que ficará marcado e vai entrar para minha galeria de momentos felizes'

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

21/10/2021 16h45

O Atlético-MG se reapresentou na tarde de hoje, depois da vitória por 4 a 0 contra o Fortaleza no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Após noite histórica, o zagueiro Réver foi homenageado pela diretoria pelos seus 300 jogos completados com a camisa do Atlético e concedeu entrevista coletiva. 

- Uma noite onde eu tive muita felicidade. Foi difícil até mesmo dormir após o jogo. O que nós construímos foi algo que nem o torcedor mais otimista talvez imaginaria. Sobre os 300 jogos é algo que eu almejava, mas não imaginava que seria dessa maneira, com gol e ajudando a equipe. É algo que vai ficar marcado e vai entrar para minha galeria de momentos felizes com a camisa do Atlético.

Diferente de sua primeira passagem pelo Galo, desta vez o zagueiro tem um outra função na equipe. Antes titular incontestado, agora Réver tem seu papel vindo do banco. Não só entrando em algumas partidas durante o jogo ou substituindo Nathan Silva e Alonso em caso de desfalques, mas como o jogador mais experiente do elenco, mostrando isso fora de campo. 

- É sempre bom a gente se sentir importante, seja atuando ou não. O futebol é dinâmico, as vezes não somos utilizados em uma partida mas quando somos acionados, temos que dar a resposta. Quando essa resposta não é dentro de campo, temos que dar o respaldo aos jogadores que atuam com mais frequência. Não somos importantes apenas dentro de campo, temos que ser também fora das quatro linhas no quesito liderança. 

A boa vitória na noite de ontem traz tranquilidade para a equipe na sequência da temporada. Jogando sem muito descanso já há algum tempo, Cuca agora tem a oportunidade de poupar alguns titulares no jogo de volta, na próxima quarta (27), visando a partida contra o Flamengo no dia 30. Perguntado sobre a responsabilidade de ter a vantagem no Brasileirão, Réver diz que o time tem que saber jogar com essa pressão.

- Sabemos da nossa responsabilidade. Uma hora íamos perder um jogo no Campeonato Brasileiro. O futebol proporciona esse tipo de gol. Sabemos da pressão que (a vantagem) gera em nós atletas. Temos que tirar esse fardo, que não pode ser pesado, para que a gente possa estar rendendo o esperado. Dessa maneira vamos conseguir obter nossos resultados.

Homenagem

Antes da coletiva, o defensor atleticano foi homenageado pela diretoria, representada pelo Gerente de Futebol e ídolo do clube Victor e também pelo Diretor de Futebol Rodrigo Caetano, com uma placa comemorativa. 

- É uma honra representar todos da diretoria do Atlético na homenagem do capitão Réver com essa marca tão emblemática. Não são apenas 300 partidas e, sim, uma trajetória vencedora pelo Galo. Nada mais justo do que esse reconhecimento e a gente espera que essa marca seja estendida por ainda mais tempo - Disse o Diretor Rodrigo Caetano.

Foto: Pedro Souza/Atlético

Victor também falou sobre a marca do zagueiro. Amigos desde a adolescência, o ex-goleiro elogiou a identificação de Réver com a camisa do Galo.

- É uma honra participar de um momento como esse. Estamos juntos no futebol desde 2002, no Paulista de Jundiaí. Em um cenário em que o futebol é tão dinâmico e poucos atletas se identificam tanto com um clube igual a você. Não é só uma passagem quantitativa mas uma qualitativa, de muitas conquistas, identificação e vitórias. 

Com os 300 jogos completados, Réver entrou na lista dos 25 jogadores que mais atuaram com a camisa do Galo.

Futebol