PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em nota, Atlético-MG repudia declaração de dirigente do Flamengo sobre suposta tentativa de invasão ao VAR

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

15/10/2021 16h49

O Atlético emitiu uma nota repudiando as declarações do vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, a respeito da possível tentativa de invasão da sala do VAR que o diretor atleticano, Rodrigo Caetano, teria cometido.

+ Prefeitura de BH desobriga testes para completamente vacinados e amplia capacidade permitida nos estádios

+ Ex-presidente do Atlético-MG, Sette Câmara rebate provocação de dirigente do Flamengo no Twitter

Na manhã desta sexta (15), Dunshee postou nas redes sociais sobre o episódio em que Rodrigo Caetano teria dado socos e pontapés na porta da sala do VAR, no intervalo do jogo entre Atlético x Santos, na última quarta. A ação foi relatada na súmula da partida, mas foi negada pelo próprio diretor em entrevista coletiva na tarde de quinta (14).

Na nota, o Atlético cita a declaração e afirma que: “É necessário que haja responsabilidade e bom senso nas manifestações de dirigentes, para que não se instale um clima de beligerância e acusações infundadas”, além de reafirmar que o que foi relatado na súmula não ocorreu.

O Atlético também afirma que agirá com firmeza contra quem tenta prejudicar o bom desempenho esportivo do clube, e que: “O tempo de manobras extracampo e favorecimentos já acabou!”. Provavelmente, se referindo ao que também foi dito pelo atual presidente do clube, Sérgio Coelho, na noite de ontem, sobre alguns casos em que o Galo foi prejudicado.

Confira a nota completa:

O Clube Atlético Mineiro manifesta repúdio às seguidas declarações de dirigentes e lideranças do Flamengo, como a feita hoje, pelo vice-presidente geral e jurídico Rodrigo Dunshee, em sua conta no Twitter. Nela, de forma dissimulada e ardilosa, ele afirma que dirigentes do Galo tentaram invadir a sala do VAR (no jogo Atlético x Santos, no último dia 13, no Mineirão), e pede punições ao Clube e aos dirigentes (a quem chama de agressores), em face dessa suposição.

É necessário que haja responsabilidade e bom senso nas manifestações de dirigentes, para que não se instale um clima de beligerância e acusações infundadas.

Não houve, por parte do diretor de Futebol do Galo, Rodrigo Caetano, qualquer tentativa de invasão à sala do VAR, tampouco de outro dirigente da nossa equipe. As afirmações são mentirosas e seus autores responderão pelos seus atos, no tempo próprio.

O Atlético agirá com firmeza contra todos que proferirem declarações mal-intencionadas, e que se prestam unicamente a prejudicar o bom desempenho esportivo do Galo.

O tempo de manobras extracampo e favorecimentos já acabou!

Pelo menos, é o que se espera!

Futebol