PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atuações ENM: Claudinho marca, mas Cruzeiro vacila na segunda etapa e perde para CSA em casa; confira notas

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

26/09/2021 18h01

Neste domingo (26), jogando na Arena Independência em Belo Horizonte, o Cruzeiro perdeu diante de sua torcida. O CSA venceu a Raposa por 2 a 1, com gol do meio-campista Claudinho para os mineiros, Yuri e Iury, para os alagoanos. O jogo foi válido pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Escalado em uma espécie de 4-4-2, o Cruzeiro entrou em campo com três volantes, com uma postura combativa no setor de meio-campo. Com isso, Matheus Pereira e Rômulo, laterais pela esquerda e pela direita, respectivamente, eram liberados para atacar.

Mais à frente, Thiago, oferecendo referência na vaga do suspenso Marcelo Moreno, e Claudinho, flutuando atrás do centroavante, eram quem mais tentavam. Felipe Augusto atuava em sua posição natural, deslocado pela esquerda. A nível de ações de jogo, o Cruzeiro, jogando em casa, propunha a partida e, devido à forte e elevada marcação da Raposa, o time de Luxemburgo pouco sofria defensivamente.

Apesar do maior controle de posse de bola por parte do Cruzeiro, a partir da metade da primeira etapa, a equipe alagoana conseguiu equilibrar a partida e finalizou uma vez, com perigo, com Bruno Mota. Já na reta final da primeira metade, Matheus Pereira, em um cruzamento preciso, encontrou Claudinho, que, de carrinho, empurrou para gol e fez seu segundo tento na temporada.

Leia também: Cruzeiro tem a maior torcida de MG e a sexta maior do Brasil, diz pesquisa

Com Marco Antônio na vaga de Rômulo, o Cruzeiro voltou para a segunda etapa com uma postura diferente: com menos “pegada” no meio-campo, a equipe estrelada cedeu espaços e, com isso, logo aos cinco minutos, Gabriel encontrou Yuri na área. O atacante empatou a partida.

No tempo protocolar para substituições, aos 15 da segunda etapa, Vanderlei Luxemburgo lançou mão de Rafael Sóbis e Vitor Leque, de 20 anos de idade, que fez sua estreia como profissional no Cruzeiro. Apesar disso, foi o CSA que virou o jogo, com Iury, após mais uma bola cruzada na área.

A partir daí, com uma certa desorganização, o Cruzeiro tentou buscar o ataque de qualquer forma. Entretanto, esbarrou em uma marcação bem encaixada dos alagoanos e na falta de inspiração ofensiva.

Para piorar, já na reta final da segunda etapa, por reclamação, o atacante Rafael Sóbis tomou um cartão amarelo e foi expulso logo em seguida. Com dez em campo, a missão ficou ainda mais difícil, e, agora, o acesso fica praticamente impossível. Com o resultado, o Cruzeiro também perdeu a invencibilidade sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Destaque do CSA:

Além do gol, o volante Yuri fez o papel chamado popularmente de “box to box” e foi a principal força de marcação dos alagoanos.

Confira as notas:
Fábio – 6
Raúl Cáceres – 5
Ramon – 5
Léo Santos – 6
Matheus Pereira – 6,5
Adriano – 6
Rômulo – 5
Lucas Ventura – 3
Claudinho – 6
Felipe Augusto – 6
Thiago – 5
Substruções:
Ariel Cabral – 5
Marco Antônio – 4,5
Rafael Sóbis – 2
Vitor Leque – 5
Giovanni – 6

Futebol