PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

William reencontra Palmeiras após 'entregar gol' no Paulistão de 2007

William participa de treino pelo Corinthians antes do clássico contra o Palmeiras - Rodrigo Coca / Ag. Corinthians
William participa de treino pelo Corinthians antes do clássico contra o Palmeiras Imagem: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

23/09/2021 15h10

Principal contratação dos últimos anos feita pelo Corinthians, o atacante William fará seu primeiro Derby neste seu retorno ao Timão no sábado (25). Mas, quando a bola rolar na Neo Química Arena, não será a estreia dele em um dos maiores clássicos do país. Em 2007, já viveu essa experiência, mesmo que por pouco tempo.

Em 4 de março daquele ano, a 11ª rodada da primeira fase do Campeonato Paulista colocava frente a frente os arquirrivais, com o jovem de 18 anos vivendo um período de ascensão no time profissional. Porém, naquela tarde, o técnico Emerson Leão o deixou no banco de reservas.

As mais de 28 mil pessoas que foram ao Estádio do Morumbi viram um primeiro tempo palmeirense, com a dupla Valdivia e Edmundo desfilando categoria em campo. Aos 17 minutos, o meio-campista Martinez ganhou o rebote, avançou para dentro da área, e rolou para Valdivia. O chileno levantou a cabeça e cruzou para Edmundo dominar e chutar para os fundos das redes do goleiro Jean Paulo.

Depois, aos 38, arrancada do meia palmeirense e finalização bloqueada. Aí, Edmundo só rolou a bola para o atacante Osmar, livre de marcação, fazer dois a zero. Ele havia entrado no lugar de Alemão, que se lesionou na partida.

Entrada no intervalo e erro crucial

No intervalo, William entrou em campo e jogou todos os 45 minutos da segunda etapa, mostrando muita velocidade. Porém, aos 36 minutos, é ele quem acaba sendo desarmado pelo lado esquerdo. Na sequência, bola enfiada para Cristiano, que dispara pela direita e cruza para Edmundo dar números finais ao clássico.

Aquele ano viria a ser um dos piores da história alvinegra. O time terminou o estadual na nona posição, não conseguindo classificação para o mata-mata e, no final do ano, seria rebaixado à série B. Já o Palmeiras, também não conseguiria à classificação no estadual, ficando em quinto lugar.

O atacante, porém, não viu o rebaixamento. No segundo semestre, em 23 de agosto, foi negociado com o Shakhtar Donetsk (UCR), em uma das maiores vendas da história do Corinthians, até então.

Corinthians