PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fora do Cruzeiro desde julho, Matheus Barbosa segue sendo o artilheiro do time em 2021

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

23/09/2021 18h47

Matheus Barbosa teve uma breve passagem pelo Cruzeiro. Contratado pela Raposa em fevereiro de 2021, o atleta chegou emprestado pelo Avaí e realizou apenas 27 jogos oficiais pelo clube.

Cinco meses depois, em julho, o meio-campista ativou uma cláusula contratual que o liberava do vínculo com o Cruzeiro caso recebesse propostas de times da Série A. Com uma oferta do Atlético-GO em mãos, ele deixou a Toca da Raposa rumo ao futebol goiano.

Apesar da rápida saída, Barbosa permanece até hoje como o artilheiro celeste na temporada, com sete gols marcados. Atualmente, ele é seguido de perto pelo centroavante Marcelo Moreno, que já marcou em seis oportunidades. Quem também está próximo da marca, é o ponta Bruno José, que tem cinco gols.

Leia também: Recuperado, Keké destaca: 'Vir para o Cruzeiro foi a melhor coisa que já me aconteceu'

As poucas oportunidades de Barbosa no Atlético-GO

Matheus Barbosa não vem recebendo muitas oportunidades no Atlético-GO. Pelo Dragão, o volante realizou apenas três jogos e marcou um gol. Em entrevista coletiva realizada nesta semana, ele destacou sua passagem pelo Cruzeiro e falou da baixa frequência de partidas pelo time goiano.

Vim de um clube gigante (Cruzeiro), onde vinha atuando bastante, até então saí de lá com 27 partidas disputadas em 27 jogos. Cheguei aqui procurando trabalhar no dia a dia, buscando oportunidades, buscando meu espaço, fui ter chance contra a Chapecoense e agora, então é trabalhar para ter mais oportunidades, para ajudar o clube. São opções do treinador, ele está no dia a dia. O time vinha muito bem e ele optou por me segurar um pouco mais. Mas eu segui trabalhando, não somente eu, mas os outros companheiros também estão se dedicando para aproveitar as oportunidades. O professor sabe o melhor momento de quem escalar. É seguir respeitando companheiros e treinador e buscar o meu espaço -, afirma Barbosa.

Futebol