PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Análise: No Maracanã, foi aprovado. Agora a tarefa é em Guayaquil!

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

23/09/2021 07h00

A Libertadores da América é assim. Quando a gente pensa que uma equipe é favorita absoluta, a coisa desanda e o resultado não é aquele que a gente pensava. Antes da partida entre Flamengo e Barcelona-EQU, o analista pensava que a equipe rubro-negra teria muita facilidade em repetir as contagens de gols que vinha obtendo em seus últimos compromissos. Quando o jogo começou no Maracanã e aos seis minutos o Barcelona atacou e só não fez o gol porque o time da Gávea tem, hoje, um dos maiores goleiros da América do Sul, a gente notou que o jogo não seria nada fácil para o Mais Querido.

A Libertadores da América é assim. Para se ganhar este torneio, a equipe tem que ter muita disposição, humildade, obediência e, acima de tudo, ter uma posição técnica quase que perfeita. Se colocar na balança, Flamengo de um lado e Barcelona do outro, a gente pensa que o Mais Querido é favorito e vai ganhar sempre de goleada. Isto se a gente analisar o elenco rubro-negro e os outros adversários.

Não é novidade, na América do Sul, que o Flamengo tem hoje um elenco que pode ser considerado tão bom como os melhores do mundo inteiro. Dono de atacantes da disposição e da estirpe de Bruno Henrique, Gabigol, Everton Ribeiro, Arrascaeta e muito outros do mesmo quilate, conta ainda com jogadores extraordinários como Willian Arão, Filipe Luís, Rodrigo Caio e agora com David Luiz, um zagueiro de larga experiência, inclusive no futebol europeu. Claro que poderíamos falar ainda de outros grandes nomes do elenco rubro-negro. Este comentário é para reafirmar o favoritismo também do time da Gávea no jogo de hoje. Apesar de ter começado muito desorganizado e levando sufoco do Barcelona, o Mais Querido consertou tudo a partir de 20 minutos e dominou inteiramente a partida no primeiro tempo. Dois gols de Bruno Henrique e poderia ter feito muitos mais.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

De repente, o jogo caminhou, no segundo tempo, para um marasmo incompreensível. As grandes jogadas do primeiro tempo ficaram no esquecimento. Em muitas oportunidades, o Barcelona quase complicava uma vitória que parecia tranquila com o Flamengo disparando uma goleada, levando para Guayaquil, na outra quarta-feira, o favoritismo tanto sonhado pela nação rubro-negra.

A Libertadores da América é difícil e a equipe tem que saber jogá-la, aproveitando todas as oportunidades possíveis. O jogo Flamengo e Barcelona, pelo seu primeiro tempo, foi um dos melhores do atual torneio. Pena que no período final o jogo não foi o mesmo, faltou emoção e vontade de lutar dos dois times.

O placar de 2 a 0 mostrou que o elenco do Flamengo é superior ao do Barcelona, mas que a equipe da Gávea vai ter que ter muito cuidado na partida de volta. Jogar em Guayaquil é difícil e o Mais Querido sabe que vai ter muito trabalho para vencer o Barcelona. Chega ao Equador com alguma vantagem e isto é bom, porque pode ser válido no final do espetáculo. No jogo de hoje, valeu a maior experiência e a potência do elenco rubro-negro. A partida de hoje marcou a volta do público ao Maracanã e a nação respondeu presente, levando apoio e aplausos para o time comandado pelo técnico Renato Gaúcho. A primeira tarefa terminou bem, esperemos que a próxima seja ainda de uma vitória maior. A nação merece!

Futebol