PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro afirma em nota que irá até CBF reclamar de erros de arbitragem em jogo contra Operário

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/09/2021 05h30

O Cruzeiro irá até a CBF reclamar do empate por 1 a 1 contra o Operário-PR. A polêmica partida, válida pela 24ª rodada da Série B, tem sido alvo de repúdio por parte do clube celeste, que afirma ter sido extremamente prejudicado pela arbitragem.

Em nota oficial publicada em seu Twitter, a Raposa não apenas afirmou que manifestará formalmente à entidade o seu repúdio, como elencou os erros mais críticos do jogo:

Leia também: Polêmica com VAR fará Cruzeiro tomar providências na CBF, afirma diretor de futebol celeste

Esta é a segunda manifestação oficial do clube, que já havia se posicionado através de fala de dirigente em entrevista pós-jogo. Durante a coletiva realizada na noite da última quinta-feira (16), o diretor de futebol celeste, Rodrigo Pastana, repudiou publicamente a atuação de Rodrigo Dalonso e fez críticas ao uso do VAR na Série B.

Pouco antes, o presidente celeste, Sérgio Santos Rodrigues, se manifestou de forma informal em seu Twitter, onde contestou o gol anulado.

Confira na íntegra a nota oficial onde Cruzeiro afirma que se manifestará na CBF:

“No lance do pênalti de Eduardo Brock, o juiz de campo deixa o jogo seguir e a bola inclusive chega a sair pela lateral. O árbitro PERMITE o reinício do jogo na cobrança de lateral e só depois vai, irregularmente, conferir o VAR. De acordo com as normas do VAR, a partir do momento em que o árbitro permite o reinício da partida em uma nova jogada, o VAR não pode interferir em qualquer lance anterior. E foi justamente o que aconteceu.

No lance do gol de Marcelo Moreno, todas as imagens do VAR são inconclusivas no domínio de Marco Antônio. Assim, a responsabilidade é 100% do árbitro. Como o VAR não possuía a imagem conclusiva, o árbitro sequer deveria ser chamado e deveria ter seguido sua decisão inicial.Reiterando: nossa diretoria comparecerá à CBF para se reunir com o presidente da Comissão de Arbitragem, onde externaremos nosso repúdio pelas interferências infelizes que foram fundamentais no resultado final da partida”.

Futebol