PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Buscando quebrar tabus e colar no G4, Guarani visita a Ponte Preta no Dérbi 201

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/09/2021 13h18

Guarani e Ponte Preta se enfrentam nesta sexta-feira (17), às 21h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em partida válida pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Focado em encerrar tabus que perduram por mais de uma década, além de manter a boa sequência de resultados na competição, o Bugre promete não se intimidar pela condição de visitante e enfrentar o rival com intensidade.

COMO CHEGAM OS TIMES

Em ótima fase na competição nacional, o Guarani chega ao clássico embalado após vitória na última rodada, diante do CSA, por 1×0. Com o triunfo, o clube foi capaz de se posicionar na quinta colocação na tabela, com quatro pontos a menos do que o primeiro time dentro da zona de classificação à Série A. Portanto, a briga pelo triunfo no clássico será acirrada, já que, para o Bugre, adquirir os três pontos pode significar encerrar a rodada dentro do G4.

Além do recorde prolífico nas partidas mais recentes, o clube alviverde também conta com dois aproveitamentos positivos que embalam o elenco a lutar pelos três pontos. Contra equipes que se encontram entre as 11ª e 20ª posições – como é o caso de seu rival no dérbi -, o Guarani foi capaz de adquirir 22 dos 37 pontos que ostenta atualmente, conquistando um aproveitamento de 59,4%. Aliado à esse fator, o Bugre também tem se mostrado um visitante indigesto nesta edição da Série B, dono da quarta melhor campanha nesta condição entre os 20 clubes da competição; nas 11 partidas que disputou fora de seus domínios, foi capaz de vencer quatro e empatar outras quatro, além de ter marcado mais gols fora (18) do que dentro do Brinco de Ouro (16).

Para saber de tudo do GUARANI, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Os diversos indicativos positivos da boa fase do Guarani podem ser essenciais para que o clube batalhe contra os números não tão favoráveis referentes ao clássico, que também estarão em jogo na noite desta sexta-feira. O Dérbi 201 se mostrará mais uma chance do clube alviverde em quebrar os tabus que circundam a disputa há 12 anos e se remetem às vitórias da equipe em solo inimigo. Desde 2009, o Bugre se vê incapaz não somente de vencer seu rival longe de seus domínios, mas também de triunfar em dois dérbis seguidos.

Embalado, em grande parte, pelos tabus descritos, a Ponte Preta chega ao Dérbi 201 lutando para se afastar da zona de rebaixamento. Após um revés diante do Cruzeiro, em uma partida que manteve seu desempenho inconstante nos últimos compromissos, a Macaca se vê posicionada na 16ª colocação, somente dois pontos acima do primeiro clube fora do Z4. Portanto, os comandados de Gilson Kleina se agarrarão ao desempenho positivo que ostentam dentro de casa – tanto no retrospecto do dérbi quanto nesta temporada da Série B – para, possivelmente, reverterem a situação delicada que enfrentam no campeonato.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO

Se movimentando no mercado às vésperas do Dérbi 201, o Guarani anunciou dois reforços na última quinta-feira (16). O destaque das apresentações ficou para o zagueiro Luiz Gustavo, velho conhecido da torcida bugrina e que, diante da regularização no BID, já pode se encontrar relacionado para o clássico. Além da cara nova, Daniel Paulista deve efetuar uma mudança em relação ao elenco que enfrentou o CSA, colocando Régis como titular à frente de Andrigo.

Diante disso, a provável escalação pode conter Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Régis; Bruno Sávio, Júlio César e Lucão do Break.

+ Com contrato assinado, Luiz Gustavo já pode ser reforço para o Guarani no Dérbi 201

RETROSPECTO

A vantagem no histórico de partidas entre os rivais é do Guarani. Após 200 confrontos, o Bugre foi capaz de vencer em 68 oportunidades, além de acumular outros 65 empates e 66 derrotas (o resultado do primeiro clássico é desconhecido, portanto os números registrados totalizam somente 199 partidas). No quesito de gols marcados, porém, as equipes campineiras evidenciam uma igualdade curiosa, já que ambas marcaram exatamente 267 tentos.

Futebol