PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Allan fala de boa fase individual e mantém os pés no chão com o Atlético: 'Falta muita coisa ainda'

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/09/2021 16h50

Um dos grandes destaques e responsável pela grande fase do Atlético na temporada é o volante Allan. Depois de fazer uma primeira temporada abaixo do esperado, o volante conseguiu dar a volta por cima e até passou a receber menos cartões, o que era apontado como seu principal problema.

? Nunca me importei com isso (cartões). A minha função é de marcar, fazer falta, tomar cartão. Então, não vou tirar o pé e nem evitar nada. Então, em uma fase boa, passa uma “maquiagem”, mas não ligo. Tomara que continue assim, com eu não tomando cartão, mas foi algo natural.

Não tenho (a seleção) como peso ou obrigação, mas é um dos meus objetivos sim, seu eu for convocado vou ficar muito feliz – afirmou Allan

+ Presidente do Atlético-MG celebra cassação de liminar do Flamengo, mas ressalta urgência para volta do público

O volante também comentou sobre a parceria com Jair, que pra muitos não era possível eles atuarem juntos, mas que vem sendo um pilar do time. Para ele, um completa o outro, e isso vale pra qualquer dupla de volantes que for formada no meio campo alvinegro.

O ótimo momento de Allan é também um ótimo momento coletivo, que chega a duas semifinais das Copas e lidera o Brasileiro. No entanto, o jogador mantém a cautela:

? A gente não chegou ainda. Criou uma expectativa muito grande, faltam ainda duas semifinais e 18 ou 19 jogos do Brasileiro. Falta muita coisa, não da pra bater o martelo em nada. A gente pode ganhar os três? Sim, é um dos nossos objetivos. Podemos ganhar dois? Sim, e vamos ficar feliz do mesmo jeito. Como podemos ganhar um ou nenhum, não tem nada certo. Se pudesse, amanhã eu queria estar comemorando aqui com a torcida os três campeonatos. Mas, falta muita coisa ainda e o mais importante é não achar que já ta ganho.

+ Perfil de futuro estádio do Atlético-MG tira onda após tropeço do Cruzeiro: 'Sextou com o operário no pique'

Com o Flamengo se materializando como principal rival pelos títulos, o jogador falou da dificuldade de se manter no topo e que todos os jogos serão decisivos. No entanto, não quis “criar rivalidade” com o time carioca, afirmando que essa disputa não está decidida por haver outras equipes:

? A gente visa em focar em cada jogo, independente do adversário. Não tem como a gente bater o martelo de que vai dar dois times na final, sendo que tem jogo na semifinal. Primeiro a gente tem que passar por esses jogos, pra depois pensar no adversário da final.

O Atlético entra em campo neste sábado (18), contra o Sport, no Mineirão, às 19h.

Futebol