PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Atlético-MG celebra cassação de liminar do Flamengo, mas ressalta urgência para volta do público

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

16/09/2021 17h11

Na manhã desta quinta (16), o STJD atendeu o recurso da CBF, assinado por 17 clubes da Série A do Brasileirão, para cassar a liminar que permitia o Flamengo jogar com a presença de seu torcedor nas competições nacionais. O presidente do Atlético, Sérgio Coelho, comemorou, mas quer o retorno do torcedor com urgência.

+ Atlético-MG de 2021 tem o menor número de gols sofridos no século; marca é mais de 50% abaixo da média

O Atlético, que possui a mesma liminar do Flamengo, não assinou o recurso da CBF. Mesmo com o mesmo “poder” do clube carioca, o clube deixou claro que não o utilizaria, só em caso do rubro-negro jogar sem sofrer consequências. Como os clubes e a CBF ameaçaram paralisar a rodada caso o Fla jogasse com torcida, o STJD aceitou o recurso para que isso não aconteça.

? Nós achamos que foi adequado a cassação da liminar até o dia 28, quando haverá uma reunião dos 20 clubes, confederações e a CBF para decidir a volta do público – disse o presidente em entrevista a Rádio Itatiaia

Sérgio Coelho ressaltou a importância e a urgência da volta do público nos jogos das competições nacionais: “O posicionamento do Galo é que precisamos voltar a ter jogos com público urgentemente. Não podemos continuar jogando sem torcedores presentes. Não se justifica. É uma das únicas atividades que reúne muitas pessoas e que não pode ter público. O futebol é feito para torcedores que gostam de estar no estádio. Além disso, os clubes precisam faturar. Nosso posicionamento é lutar para voltar rápido público nos estádios“.

O Atlético já teve o torcedor de volta em uma única partida, contra o River Plate, válida pela Copa Libertadores, competição que já liberou a volta do público de acordo com a liberação da prefeitura local. Atualmente, em Belo Horizonte, já foi publicada uma nova portaria, com ajustes após problemas exatamente nesse jogo do Galo, autorizando 30% da capacidade dos estádios nos jogos.

Futebol