PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Entrevista: João Maia, fotógrafo cego, consegue credenciamento para as Paralimpíadas de Tóquio

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

16/08/2021 18h09

"A vibração da torcida, o toque da sapatilha na pista de atletismo, o som que esse atleta emite… tudo isso compõe a minha fotografia". O piauiense João Maia, 46 anos, sabe que não é um fotógrafo convencional: a partir de sua baixa visão, transforma os vultos desfocados que enxerga não em fantasmas, mas em arte.

Finalmente credenciado, aceitou viver o maior desafio de sua carreira: cobrir as Paralimpíadas de Tóquio, que começam no fim de agosto. O fotógrafo, que já foi atleta, explicou em entrevista exclusiva ao Esporte News Mundo como vai cobrir a competição, a expectativa para o evento e como chegou até lá.

DESAFIOS DA COBERTURA

Encarar as mais de 30 horas de viagem é só o primeiro passo da missão na capital japonesa, e a expectativa já é alta. "Sei que é uma Paralimpíada de superação, diferente. Hoje foi meu primeiro teste de covid, coração tá aqui, pulando", conta.

João, morador do Brás, na capital paulista, já sabe os esportes que vai cobrir: o atletismo é prioridade em função do maior número de medalhas, mas o Futebol de Cinco também está nos planos. A ideia é ampliar o trabalho que já foi realizado no Rio, em 2016, inclusive mostrando os bastidores. "Acho que a gente tem esse papel de revelar para o mundo a beleza que é o esporte Paralímpico". E completa: "o mesmo suor que o atleta olímpico derrama, o paralímpico derrama também".

Siga o Esporte News Mundo no YoutubeTwitterInstagram e Facebook.

Já vacinado, terá que cumprir uma rígida quarentena, com testes periódicos de covid. "Antes de embarcar tenho que fazer mais um teste de covid, chegando no Japão ficamos quatro dias presos no hotel, toda a alimentação dentro do quarto, fazendo testes e testes, e tem o aplicativo que vai monitorar a gente 24 horas", explicou.

SEM VITIMISMO

Sabendo que o atleta passou quatro anos se preparando para aquele momento, João Maia tenta captar a essência do esporte com a lente da câmera. O click transcende o lugar comum.

? A Paralimpíada quebra o estigma do vitimismo, do capacitismo, do coitadinho. Lá você está vendo atletas de alto rendimento que estão superando e quebrando seus próprios recordes. Como isso é bom para as crianças assistirem e mudarem o conceito quando verem outra pessoa [com deficiência] na rua!

A cerimônia de abertura das Paralimpíadas de Tóquio acontece em 23 de agosto, a partir das 8h.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA:

Você pode encontrar o trabalho de João Maia no Twitter, Facebook e Instagram.

The post Entrevista: João Maia, fotógrafo cego, consegue credenciamento para as Paralimpíadas de Tóquio appeared first on Esporte News Mundo.

Futebol